ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 21º

Esportes

Vovó Ziza pode receber R$ 5 milhões na briga para receber seleções

Por Fabiano Arruda e Jeozadaque Garcia | 06/02/2012 18:52
Decisão sobre escolha sai em até 90 dias. (Foto: Marlon Ganassin)
Decisão sobre escolha sai em até 90 dias. (Foto: Marlon Ganassin)

Caso seja selecionado para ser sede de seleções na Copa do Mundo de 2014, o CCI (Centro de Convivência do Idoso) Vovó Ziza pode receber até R$ 5 milhões em investimento, segundo informações do secretário de Governo da Prefeitura, Rodrigo Aquino.

Os custos bancariam a construção de vestiário, sala de fisioterapia, médica e de nutrição; sala de imprensa e possivelmente melhorias no gramado. “Porque o gramado é muito bom”, comentou o presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte), Carlos Alberto Assis.

“Mesmo que Campo Grande não receba uma seleção vai ficar o legado. Hoje tem o CCI tem dois mil metros de área disponível para construir”, pontuou, afirmando estar otimista no CCI ser selecionado, pois Campo Grande “tem ótimo projeto”.

O gramado do local estava em melhores condições hoje para receber a visita do engenheiro João Caetano, funcionário da empresa contrata pelo COL (Comitê Organizador Local) da Fifa (Federação Internacional de Futebol), para a vistoria, em comparação a semana passada.

No entanto, o secretário garantiu que as mudanças ocorreram por conta de jogo que o CCI recebeu no último sábado.

A aposta para a escolha é traçar investimentos no turismo, sobretudo, explorando destinos como Bodoquena, Bonito e Jardim, explica Carlos Alberto.

Sobre a hipótese do CCI ser utilizado como sede na Copa, o titular da Funesp contou que os idosos serão destinados para outros três centros de convivência do idoso em Campo Grande. “Eles são os donos”.

Técnico vistoria campo do CCI Vovó Ziza nesta tarde ao lado do presidente da Funesp e do secretário de governo da Prefeitura.
Técnico vistoria campo do CCI Vovó Ziza nesta tarde ao lado do presidente da Funesp e do secretário de governo da Prefeitura.

Visita - A vistoria do engenheiro nesta tarde durou duas horas. Além do Vovó Ziza, ele percorreu hotéis da região, hospitais e estudou a mobilidade urbana do Aeroporto Internacional de Campo Grande até o CCI. Ele mediu o campo e analisou a piscina e não falou com a imprensa.

Serão escolhidos, entre 60 a 90 dias, 90 centros de treinamento no País entre os 150 que estão na disputa. A lista vai contemplar as 32 equipes.

No entanto, o fato de Campo Grande ser selecionada não significa que será sede de uma das seleções, já que as delegações têm autonomia para fazer a opção.

Porém, a Capital já sabe quais serão as propostas apresentadas para atrair as seleções. Uma delas seria oferecer a Capital como adaptação para europeus, principalmente os que estão acostumados com o frio. Neste caso, serviria para adaptação dos clubes.

Outra opção seria trazer seleções com grandes colônias no Estado, que seriam as japonesas, árabes e paraguaias, bem como optar por seleções que vão jogar em São Paulo, Cuiabá e Curitiba.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário