A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/02/2010 15:14

Com pouco público, Morenão vive à sombra do passado

Redação

Tarde de quarta-feira, segunda rodada do Campeonato Estadual de Futebol da Série A. Adentram ao histórico campo do Morenão Rio Verde e Serc (Sociedade Esportiva e Recreativa Chapadão). Uma partida com 4 gols - vitória de 3 a 1 para a Serc - e muitos lances de perigo. Mas na arquibancada, mesmo sem o borderô pronto com os números finais, é visível: pouco mais de 50 torcedores assistem ao jogo.

A falta de público no maior estádio de Mato Grosso do Sul incomoda e revela que o futebol regional deixou de ser prioridade para o torcedor. Com estádio vazio, toda a credibilidade conquistada ao longo de duas décadas no futebol profissional começa a se perder entre piadas e nostalgia.

No clássico Cene e Comercial, um dos jogos que abriram o Campeonato Estadual no último sábado, 478 pessoas estiveram presentes ao Morenão. Outros 110 espectadores não pagantes também deram o ar da graça, seja a trabalho ou com convites.

O público pagante garantiu uma renda bruta de R$ 4.395. Descontadas as despesas R$ 2.648,73, que englobam a confecção dos ingressos, o pagamento do delegado da partida, do aluguel do Morenão (R$ 1100,00), do recolhimento do INSS, da parte que cabe à FFMS, do aluguel da ambulância e das bolas, sobraram para o Comercial, mandante e vencedor da partida, R$ 1.746,27.

Como comparação, o outro clássico da rodada - Corumbaense e Pantanal - reuniu no estádio Artur Marinho, em Corumbá, um público de 2.516 pessoas e renda bruta de R$ 15.475,00. Após os descontos, ainda sobraram R$ 11.792,23 para o mandante (Corumbaense). Não é muito, mas já representa dez vezes mais que o que sobrou para O Comercial.

Apesar do pouco público, de uma coisa o Comercial não pode reclamar. Apesar de limitado, o numero de torcedores presentes ao jogo de estréia foi 72% do que o clube conseguiu levar aos estádios ao longo de todo o campeonato de 2009: 663 torcedores. Abaixo, só o Operário, com 603 e o Coxim, com 387.

Esperança no futuro

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions