ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 30º

Esportes

Costa Rica terá R$ 630 mil da prefeitura para a disputa do Estadual 2021

Equipe nunca passou da fase de quartas de final e continua sonhando com o título sul-mato-grossense

Por Nyelder Rodrigues | 21/01/2021 18:52
Equipe do Crec em foto antes de duelo válido pelo Estadual (Foto: PMCR)
Equipe do Crec em foto antes de duelo válido pelo Estadual (Foto: PMCR)

Batendo na trave. Assim vem sendo ano após ano as tentativas do Costa Rica Esporte Clube, também chamado popularmente de Crec, de ir mais longe no Campeonato Estadual de futebol. A equipe é uma com os maior investimento, recebendo ao longo do tempo amplo apoio da prefeitura de Costa Rica - cidade que fica a 305 km da Capital.

Contudo, a mudança de prefeito - Waldeli Rosa, do MDB, encerrou seu segundo mandato e foi sucedido por Cleverson Alves, do PP - fez com que alguns acreditasse no encerramento das atividades da equipe, mas o que aconteceu foi o contrário.

Nessa semana, após envio de pauta pelo Executivo, a Câmara de Vereadores costa-riquense aprovou o repasse de R$ 630 mil da prefeitura para o clube homônimo à cidade para a disputa da edição de 2021 do Estadual, que deve começar no fim de fevereiro.

"Nosso objetivo em constante parceria com o legislativo é ir além da categoria profissional, é inserir o Crec no desenvolvimento integral de nossas crianças, jovens e adolescentes como fator de formação de cidadania e melhoria na qualidade de vida", frisou Cleverson após a aprovação, conforme nota no site oficial da prefeitura.

Além da troca de prefeito, também houve troca na direção do clube. Antes gerenciado pelo diretor esportivo Augusto César Mignoli, agora quem vai tocar a administração da Cobra do Norte é Melquior Luiz Battisti, que atuava como comentarista esportivo.

Em 2020, o time do Costa Rica apostou no bicampeão Claudio Roberto como treinador, mas o time acabou tropeçando e não se encontrando, o que resultou na demissão de Claudio. A equipe seguiu na competição e se classificou para a fase seguinte.

Porém, o duelo foi contra a rival Serc, da vizinha Chapadão do Sul e que terminou em terceiro lugar a fase de grupos. No primeiro jogo, vitória do Costa Rica, mas no segundo, goleada para a Serc e eliminação do Crec.

Disputando o Estadual profissional desde meados da década de 2000, o Costa Rica nunca conseguiu o tão sonhado título e, nos campeonatos em que há mata-mata, a situação é pior ainda: a equipe nunca passou das quartas de final.

Em 2021, o Estadual deve contar com 10 participantes, que jogarão em dois grupos de cinco times, em duelos de ida e volta. Os três primeiros de cada chave passam para o hexagonal final, enquanto o lanterna de cada grupo é rebaixado. O time que mais pontuar no hexagonal, em jogos de ida e volta, se consagra campeão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário