A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

29/10/2014 08:58

Douradense fica dividido entre a seleção da Itália ou voltar ao Brasil

Renan Nucci
Babalu foi campeão europeu com a Itália no início deste ano. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)Babalu foi campeão europeu com a Itália no início deste ano. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)
Ala está no futsal italiano desde 2007, e na Luparense desde 2011. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)Ala está no futsal italiano desde 2007, e na Luparense desde 2011. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)

Após sete anos jogando na elite do futsal da Itália, o sul-mato-grossense Alex “Babalu” Merlim, 28 anos, pode voltar a atuar no Brasil. Ele recebeu propostas atraentes de equipes da Liga Nacional, mas ainda não decidiu seu futuro, já que possui nacionalidade italiana, defende a seleção daquele país e tem grande prestígio na Alter Ego Luparense, clube pelo qual conquistou quatro títulos. A definição sai ainda nesta semana.

No momento ele está em Dourados, terminando o processo de recuperação de uma cirurgia no joelho esquerdo feita em agosto, na cidade Ribeirão Preto (SP). Ele não mencionou nomes, mas disse que times de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná já fizeram contato, apresentando propostas interessantes. Além do salário relativamente melhor, também pesa o fato de que jamais atuou na Liga Nacional, uma das mais fortes do mundo.

Por outro lado, há o prestígio que conquistou na Itália. Desde 2011 na Luparense, Babalu se sagrou campeão do Scudetto por duas vezes (2011/2012 e 2013/2014), uma vez da Copa da Itália (2013/2013) e duas vezes da Supercopa da Itália (2012 e 2013). Na seleção, foi terceiro colocado na Copa do Mundo de 2012, na Thailândia, e campeão europeu em 2014. Ele sabe que se optar por jogar no Brasil, pode perder espaço na azurra.

“Estou pensando em todas as possibilidades. No Brasil, tenho propostas financeiras melhores do que na Itália, mas se ficar aqui, dificilmente serei convocado pela seleção. Também tenho vontade de jogar a Liga. Tenho 28 anos e o ritmo do futsal daqui é muito intenso, ao contrário de lá, onde a velocidade é mais cadenciada. Gostaria de experimentar essa mudança, mas preciso pensar com minha família na melhor escolha”, disse.

O contrato dele junto à Luparense vence em junho do ano que vem, no entanto, há uma cláusula que permite a saída para clubes brasileiros. A definição será nesta semana, e caso decida continuar atuando em solo italiano, terá que voltar no dia 5 de novembro. Babalu é casado e tem dois filhos.

Carreira - Alex “Babalu” Merlim passou por diversos times de Dourados antes de seguir para o futsal profissional. Jogou no Despachante Mato Grosso, Corte Aço e Comercial Mariano. Neste último, foi bicampeão da Copa Morena nos anos de 2004 e 2005. Com 17 anos disputou o Campeonato Paulista pelo Bebedouro e chegou à final na disputa do título do interior. A transferência para o exterior aconteceu na temporada 2007/2008 quando foi contratado pelo Augusta (ITA).

No primeiro ano chegou à decisão da Copa da Itália, mas perdeu para a Luparense. No mesmo ano foi campeão na categoria sub-21. Com cidadania italiana, Babalu tem sido convocado constantemente para defender a seleção do país europeu; a primeira vez foi em 2009, na Riviera. No Mundial de 2012, na Tailândia, marcou dois gols ao longo da competição, ajudando o grupo a ficar com o terceiro lugar. No início deste ano, se sagrou campeão europeu.

Douradense já conquistou quatro títulos com a Alter Ego Luparense. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)Douradense já conquistou quatro títulos com a Alter Ego Luparense. (Foto: Arquivo Pessoal/Facebook)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions