A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

20/08/2017 21:13

Santos tem atuação apática e empata com o Coritiba no Couto Pereira

Estadão Conteúdo
Jogadores do Coritiba e Santos disputam bola lançada na área. (Foto: Divulgação/Coritiba)Jogadores do Coritiba e Santos disputam bola lançada na área. (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Santos teve uma atuação apática neste domingo e empatou com o Coritiba por 0 a 0, no Couto Pereira, em Curitiba, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. As duas equipes sentiram a forte chuva que deixou o gramado pesado e, sem muita inspiração, terminaram o duelo aparentemente satisfeitas com o resultado.

O empate manteve o Santos na terceira colocação, agora com 37 pontos, enquanto o Coritiba está em 14º com 26. O time paulista volta a jogar pelo Brasileirão no domingo, fora de casa, contra o Cruzeiro. No dia seguinte, novamente no Couto Pereira, o Coritiba recebe o Vitória.

O Santos entrou em campo neste domingo com uma invencibilidade de 13 partidas na temporada - a última derrota aconteceu apenas em 28 de junho para o Flamengo, no Rio, pela Copa do Brasil. Mas precisava lidar com os desfalques de Renato e Ricardo Oliveira, que estão lesionados e foram substituídos por Léo Cittadini e Kayke.

Quem assustou no início, porém, foi o Coritiba. Com o zagueiro Walisson Maia, o volante João Paulo e o atacante Iago como novidades, o time da casa quase abriu o placar aos 13 segundos, quando Alan Santos chutou de fora da área, a bola desviou na zaga e saiu por pouco. Alecsandro também arriscou no minuto seguinte e quase surpreendeu o goleiro Vanderlei.

Mas os dois primeiros lances foram apenas lampejos fortuitos em um primeiro tempo sonolento e com poucas - ou mesmo nenhuma - chances criadas. Lucas Lima até se movimentava bem no meio-campo santista, embora tivesse muita dificuldade para encontrar os atacantes, que se mexiam pouco e facilitavam a marcação.

O Coritiba também parecia acomodado e pouco pressionava. O duelo, assim, prejudicado ainda pelo gramado pesado devido à forte chuva que caía em Coritiba, se arrastava. Galdezani, de cabeça, ainda tentou aos 15, mas Vanderlei defendeu sem dificuldade. Dez minutos depois, Kayke respondeu em chute cruzado, torto, fraco. E foi só.

Embora os técnicos não tenham mexido, as duas equipes melhoraram após o intervalo. Logo aos dois minutos, Kayke aproveitou sobra e dessa vez bateu firme, com perigo, para fora. Léo Cittadini também teve boa chance pouco depois, após a bola sobrar dentro da área, mas o chute foi prensado pela defesa.

Se o sistema ofensivo melhorava, a defesa santista corria mais riscos. E, uma vez mais, Vanderlei começou a brilhar. Primeiro, ele defendeu chute forte de Iago, que entraria no ângulo não fosse uma defesa espetacular. E, depois, em finalização de Carleto, o goleiro estava atento para espalmar após a bola desviar na zaga.

Com Ricardo Oliveira contundido e Kayke pouco inspirado, Levir Culpi promoveu a estreia de Nilmar. Mas quem quase abriu o placar foi Bruno Henrique aos 33, quando recebeu de Léo Cittadini e saiu sozinho dentro da área. Wilson abafou e salvou o Coritiba.

Mas a grande chance do jogo foi do time paranaense. No minuto seguinte, com classe, Alan Santos chutou colocado, rasteiro, e acertou a trave. A bola ainda voltou para Neto Berola e, com Vanderlei ainda caído e o gol aberto, ele demorou para finalizar, permitiu que a defesa se recompusesse e desperdiçou a oportunidade. Era o lance que resumia o duelo. E, com o pouco apetite ofensivo das duas equipes, o jogo terminou 0 a 0.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 0 x 0 SANTOS

CORITIBA - Wilson; Léo, Márcio, Walisson Maia e William Matheus; João Paulo, Alan Santos, Matheus Galdezani (Neto Berola) e Carleto (Filigrana); Iago (Anderson) e Alecsandro. Técnico: Marcelo Oliveira.

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Léo Cittadini e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Kayke (Nilmar). Técnico: Levir Culpi.

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (SC/Fifa).

CARTÕES AMARELOS - Márcio, Matheus Galdezani e Neto Berola (Coritiba); Lucas Lima (Santos).

RENDA - R$ 186.685.

PÚBLICO - 9.262 espectadores.

LOCAL - Couto Pereira, em Curitiba.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions