A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

08/12/2013 20:05

Vasco e Fluminense caem e farão clássico inédito na Série B em 2014

Helton Verão
Nem Juninho Pernambucano e Fred foram cabazes de ajudar os clubes a escapar do rebaixamento históricoNem Juninho Pernambucano e Fred foram cabazes de ajudar os clubes a escapar do rebaixamento histórico

O Campeonato Brasileiro 2013 encerrou-se hoje manchado pela violência e dois clubes grandes do Rio de Janeiro rebaixados. Vasco e Fluminense entram para a história. Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos, nunca no mesmo ano, dois times grandes, do mesmo Estado foram rebaixados.

Os outros três principais centros do futebol nacional (São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais) nunca tiveram dois clubes grandes rebaixados juntos desde o início dos pontos corridos, em 2003.

Cada um com uma peculiaridade diferente, o Vasco por ser a segunda vez, em cinco anos. Já o Fluminense, campeão em 2012, conseguiu o feito de ser o primeiro a ser despromovido no ano seguinte ao título.

Antes do início da rodada, somente Náutico e Ponte Preta estavam rebaixados. Fluminense e Vasco ocupavam as outras duas vagas na área do perigo e sabiam que apenas um deles poderia escapar, mas nenhum dos dois se livrou da queda.

O Flu tinha a situação mais difícil, precisava de uma combinação de resultados mais complicada. O time até venceu por 2 a 1 seu compromisso diante do Bahia, em Salvador, mas não se salvou porque o Coritiba derrotou o São Paulo e permaneceu na elite.

Já o Vasco teve um descenso mais violento em todos os aspectos. Na Arena Joinville, torcedores cruz-maltinos e do Atlético-PR travaram um confronto nas arquibancadas, o que resultou nas idas de quatro torcedores para o hospital, sendo um deles em estado grave. Depois da possibilidade até de ser adiado, o jogo foi reiniciado e terminou com goleada por 5 a 1 do Furacão.

"Só tenho a lamentar o que aconteceu. Um clube como o Vasco não merece estar nesta situação. Só tenho a lamentar também o que aconteceu na parte da torcida. Foge completamente do que se espera de uma partida de futebol. Vamos trabalhar pensando em 2014", disse o presidente do Vasco, Roberto Dinamite.

"Ano que vem será duro para o torcedor. Não tenho o direito de cobrar nada. Apenas peço que use a paixão. Nos momentos mais difíceis, a paixão fala mais alto, move montanhas. Muitas pessoas, empresas já tiveram momentos muitos ruins e já tiveram coisas novas, boas e um futuro sólido e de sucesso. É nisso que acredito, no nosso trabalho",  declarou o presidente do Fluminense, Peter Siemsen.

O Cruzmaltino cumpriu a expectativa de muitos, antes do início da competição. Com um time sem estrelas, flertou e esteve durante quase toda a disputa com a temida zona de rebaixamento. O Tricolor cai como uma baita zebra, afinal, jamais colocariam um atual campeão como futuro rebaixado antes de uma disputa. Fora ainda contar com estrelas, Diego Cavalieri, Jean, Rafael Sóbis, Felipe, Fred, entre outros, além claro do técnico Vanderlei Luxemburgo.

Mais do que tudo isso explanado acima, o rebaixamento dos dois provam que não se ‘faz’ futebol sem dinheiro (Vasco), nem com ele (Fluminense). Futebol se pratica da administração, até a sua forma pratica, dentro do campo.

A 'zoeira' rola sem limites nas redes sociais. Nesta em alusão ao episódio do desenho animado Pica-PauA 'zoeira' rola sem limites nas redes sociais. Nesta em alusão ao episódio do desenho animado Pica-Pau
O mais popular, sem dúvidas é o termo Pague a Série B, em provocação a subida com uma mãozinha, em 2000O mais popular, sem dúvidas é o termo "Pague a Série B", em provocação a subida com uma mãozinha, em 2000

A elite do futebol brasileiro perde muitos clássicos em 2014. Só não dá pra dizer em dobro, porque o Palmeiras retorna no próximo ano. O vascaíno irá sentir a mesma sensação recente do torcedor palmeirense, que caiu em 2012, precisou de apenas um ano para garantir seu retorno, sendo campeão da Série B pela segunda vez em sua história (caiu em 2002 e subiu em 2003 também).

O torcedor do Fluminense que sofreu na década de 90, com o clube chegando até a Série C e voltando com uma mãozinha à Série A, através da Copa João Havelange, em 2000, quando já estava na segundona. Claro, o clima é de “Pague a Série B”, como diversos rivais cobram através das redes sociais.

Em 2008, o Rio de Janeiro quase perdeu duas equipes na elite do futebol nacional, justamente com as duas protagonistas desta temporada. Porém, na ocasião, apenas o Vasco caiu, enquanto o Tricolor das Laranjeiras se recuperou nas últimas rodadas e ficou só um ponto à frente da zona de queda.

Agora é a hora dos torcedores de Vasco e Fluminense colocarem a prova o amor pelo clube. 2014, ano de Copa do Mundo no Brasil, ano de Série B histórica, com dois clubes que representam milhões no Brasil.



Cidão Marques, se ficar pronta até no ano que vem né? Pq pelo que vejo no noticiário...só em 2015 e olhe lá!!!
 
André Pericles em 09/12/2013 13:28:06
Agora convido os irmãos sul mato-grossenses para virem assistir aqui na Arena Pantanal em Cuiabá os dois rebaixados medindo forças com o nosso simples e modesto Luverdense os jogos serão aqui na Capital na serie B de 2014 Grande abraço a todos
 
Cidão Marques em 09/12/2013 11:33:37
O RJ só tem um grande clube, Flamengo, que nunca frequentou e nem irá frequentar essa serie B desses clubinhos mequetrefes.
 
Antônio Calloni em 09/12/2013 10:06:11
Eu como palmeirense não tenho muito o que falar, pois o Verdão já foi rebaixado por duas vezes. Botafogo, Atlético Mineiro, Grêmio, Corinthians e cia. também experimentaram a dor do rebaixamento. Na verdade é sempre bom ter times grandes na segundona, para valorizar a competição, e também servir de exemplo para as diretorias aprenderem administrar melhor os clubes. Infelizmente o futebol não está sendo mais o que deveria ser, exemplo de união, confraternização, e aproximação das pessoas e famílias. Bandidos que se dizem torcedores estão infiltrados nas torcidas, para praticarem atos de terrorismo nos estádios. É necessário com urgência a CBF agir com rigor contra esses vândalos, proibindo-os de entrar nos estádios, mesmo porque o ano que vem tem a Copa do Mundo no Brasil.
 
Olices Trelha em 09/12/2013 09:32:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions