ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  24    CAMPO GRANDE 28º

Jogo Aberto

A dois meses da posse, vereadores articulam sucessão

Por Leonardo Rocha e Nyelder Rodrigues | 24/11/2020 06:00
João Rocha, vereador que preside a Câmara de Campo Grande há duas legislaturas. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
João Rocha, vereador que preside a Câmara de Campo Grande há duas legislaturas. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Combinando - Com a definição dos vereadores eleitos para 2021, as articulações políticas na Câmara Municipal já versam sobre a eleição da mesa diretora. A escolha, como acontece a cada nova legislatura, está marcada para o dia da posse dos parlamentares, em 1° de janeiro.

Já está todo mundo conversando", reconheceu o presidente da Casa de Leis, o vereador João Rocha (PSDB). Rocha está na função há duas legislaturas.

Fomento - O governo estadual criou o selo "empresa amiga da mulher", para indicar quais são os empreendimentos que incentivam e valorizam a contratação de mulheres, além de promover igualdade de salários entre os gêneros. Será uma forma de "reconhecimento", sem pagamento de premiação em dinheiro.

 Critérios - Para as empresas receberem este "selo social" terão que firmar a carta-compromisso fornecida pelo órgão gestor estadual de políticas para mulheres, na qual constam diretrizes para a promoção e defesa dos direitos da mulher e comprovar o cumprimento de três ou mais critérios estabelecidos pelo programa.

 Regras - O edital com as orientações para as empresas interessadas se inscreverem será publicado pelo governo. A previsão é de que o prazo de adesão seja de 60 dias.

 “Festa” - As empresas que forem selecionadas a ganhar o selo, serão apresentadas ao público em solenidade organizada pela Subsecretaria de Políticas para as Mulheres. A previsão legal é de que isso no mês de março de cada ano, quando se celebra o mês da mulher.

Na ponta de baixo - Dos sete candidatos a prefeito em Dourados, seis tiveram votações consideradas 'normais' e com votos na casa dos 5 mil para cima. Contudo, o último colocado, Jeferson Bezerra (PMN), apresentou meros 344 votos

Fora de casa - Há uma explicação bastante fácil para entender a situação: além da baixa expressão partidária do PMN douradense, Bezerra não mora na cidade, e sim em Campo Grande, onde mantém negócios no ramo da comunicação

Voto de família - Falando em Dourados, vale lembrar que Lia Nogueira (PP), mulher mais votada neste ano na cidade - e segunda pessoa mais votada para vereador - teve 1.880, contra apenas 174 do pai, Zé Baiano (SD)

Falando nela - A expressiva votação de Lia em Dourados e seu tino para a comunicação - a jornalista atua na Rede MS de Comunicação - já faz alguns gurus apostarem nela para um cargo ao legislativo estadual em 2022

Rumo ao... - Os mesmos gurus também já passam a apontar o prefeito reeleito de Ponta Porã, com 90% dos votos, Helio Peluffi Filho (PSDB), como futuro representante da região de fronteira no Congresso. Em 2022 vem campanha para deputado federal?

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário