A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


18/03/2019 06:00

Adeus faca na caveira para a Polícia Civil

Humberto Marques, Ângela Kempfer, Mayara Bueno e Leonardo Rocha

Adeus, caveira – Publicação no Diário Oficial pode representar um adeus a um símbolo muito utilizado por delegacias e unidades especializadas: a “faca na caveira”, que por décadas estampou a identidade visual (até mesmo a oficial) das Polícias Civil e Militar. Uma comissão analisa a unificação dos símbolos usados pelos policiais civis em todo o país.

Tradição – Popularizada no filme “Tropa de Elite”, quando já era um brasão ostentado por décadas por autoridades policiais no país, o crânio com uma faca aparece no escudo do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros), presente em operações policiais. Na PM, que está livre do estudo, a caveira é quase onipresente nos emblemas de batalhões e companhias.

Chegando – Deve chegar na terça-feira (19) à Assembleia o projeto que institui o PDV (Plano de Demissão Voluntária) do funcionalismo estadual. O secretário Roberto Hashioka (Administração e Desburocratização) disse que a proposta sofreu ajustes, a partir de sugestões dos servidores, antes de ser enviada. A previsão era de que seria finalizada depois do Carnaval.

Freio – Já a alteração na jornada do funcionalismo estadual, que vinha sendo discutida lado a lado com o PDV junto a sindicatos dos servidores, já não tem sua data de finalização concluída. Hashioka já havia antecipado que, de abril, o governo já trabalhava com o mês de junho como data para implementação da mudança –data que ainda pode ser alterada.

Missão dada – O aumento nos flagras de condutores que consumiram bebidas alcoólicas é questão de honra no BPTran. Comandante do batalhão, o tenente-coronel Franco Alan destacou que o fato é fruto da “promessa”, feita ao assumir o posto no ano passado, de aumentar o rigor nas fiscalizações. O policial, aliás, disse seguir em plantão 24 horas, acompanhando os fatos, mesmo estando de férias.

Em alta – O Democratas se tornou noiva desejada na política estadual, ao menos na avaliação do deputado estadual José Carlos Barbosa. Segundo ele, o partido –atualmente um aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro– tem gerado interesse e, em caso de janela partidária, espera efetivar conversas de filiação. “Estamos de portas abertas”, sintetizou.

Ida e vinda – O ato em defesa da Operação Lava Jato realizado nos Altos da Avenida Afonso Pena neste domingo usou as mesmas táticas dos protestos anteriores naquele trecho: pedidos para que motoristas, em apoio à causa, buzinassem. Curiosamente, alguns carros ficaram circulando pelo trecho para dar apoio repetidamente ao grupo.

Pauta – Uma das pautas repetidas no ato era o pedido de apoio de congressistas do Estado à CPI para investigar integrantes do Judiciário nacional, direcionado aos senadores Simone Tebet (MDB) e Nelsinho Trad (PSD) –os manifestantes, em maioria de grupos de direita, reiteravam no carro de som que Soraya Thronicke (PSL), egressa desses movimentos, apoiou a iniciativa.

Virou meme – A prisão de duas pessoas por tráfico em Deodápolis, noticiada pelo Campo Grande News graças ao cachorro de um dos acusados que se “se entregou” às autoridades, deitando ao lado do chão dos suspeitos. “Já configura formação de quadrilha”, escreveu, aos risos, um policial que compartilhou no fim de semana imagem da reportagem.

Foco – “Cotas partidárias e a efetiva participação das mulheres na política. Vamos empoderar?”. Com este tema, uma audiência pública será realizada às 9h desta segunda-feira na Câmara Municipal, a fim de debater o papel da mulher na política nacional. O debate ocorre em meio a denúncias, de alcance nacional, sobre o uso das cotas partidárias destinadas a mulheres com outros fins, criando “candidaturas laranjas”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions