A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


17/03/2012 07:00

Alerta ao BB

Jogo Aberto

Correspondência escolar

A Prefeitura de Campo Grande decidiu contratar uma empresa só para a entrega e coleta de correspondência para atender 83 escolas da Rede Municipal de Ensino e 97 Ceinfs. Conforme a publicação, três motociclistas farão a entrega quatro vezes por mês, sendo uma vez por semana durante 12 meses. O valor do serviço é de R$ 65,4 mil.

Na fila

O presidente do PMDB, Esacheu Nascimento, promete entrar na briga pela vaga de deputado federal caso os colegas do PMDB, Geraldo Resende, Edson Giroto, Akira Otsubo e Roberto Hashioka sejam eleitos. Para conseguir a vaga, o deputado pretende acionar a justiça, sob a alegação da fidelidade partidária. Esacheu entraria na disputa com Sérgio Assis (PSB), primeiro suplente na coligação.

Mais um fã

Durante evento da secretaria de Turismo, o superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado, elogiou as mulheres do Governo Puccineli, entre as quais citou as secretárias de Produção, Tereza Cristina, e a diretora-presidente da Fundação de Turismo, Nilde Brun: “André e suas mulheres competentes”, brincou.

Concorrência

Marcelo Dourado não poupou elogios a Mato Grosso do Sul e ao falar sobre o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) do Estado declarou: “Os chineses que se cuidem”.

Bem ensinado

Acostumado a corrigir os que insistem em trocar o nome do Estado, chamando de Mato Grosso, o senador Waldemir Moka (PMDB) confidenciou que tem que se segurar para não corrigir. Ele lembrou que recentemente esteve em um evento com diversas pessoas do MT e quando ouvia o nome do Estado vizinho, tinha vontade de dizer o habitual: “do Sul”.

Caligrafia

Moka puxou a orelha do cerimonial do Governo do Estado. A bronca aconteceu porque o senador teve dificuldade para ler o nome dos presentes e fazer o cumprimento. “Além de eu não enxergar direito a letra é ruim”, criticou.

Lei de mercado

O governador mandou um recado para o Banco do Brasil durante evento da Fundação de Turismo. Ao solicitar algumas mudanças ao superintendente do banco no Centro Oeste, Puccinelli declarou que “os Sicred da vida estão por ai”.

Fica a dica

Puccinelli usou um ditado para dar seu recado ao superintendente do BB, Fábio Danin Eusébio: “Sebo de grilo nas pernas para pular alto e rápido”.

Cerimonial

Ao término do discurso o governador aproveitou para dizer que faria o “merchandising cerimonialista” e anunciou a chegada de Edson Giroto (PMDB)e Nelson Trad Filho (PMDB). Ao anunciar Giroto, Puccinelli ressaltou: “Aquele que tem um site que diz assim: Siga Giroto”.

Cutucada

O prefeito Nelson Trad foi perguntado se vai pedir para o irmão, deputado Marquinhos Trad (PMDB), apoiar Giroto. Mas Trad disse que não pode obrigá-lo. Giroto estava perto ao ouvir a explicação e lembrou que os graus parentescos não se misturam com a política. Para exemplificar, Giroto lembrou que Moka é primo de Zeca do PT.

Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...
Partidos fazem "fila" por Takimoto
Desejado - Na mira do PDT para perder o mandato, o deputado estadual George Takimoto já tem fila de interessados em seu passe na Assembleia Legislati...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions