A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/01/2013 06:00

Autopropaganda

Autopropaganda

Depois de aparecer com boné fazendo publicidade de empresas durante visita ao lixão, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), resolveu manter o uso da peça, mas agora estampou o próprio nome, em azul. A novidade foi usada no sábado, durante lançamento de ações contra a dengue.

Reclamação
O tratamento de seguranças do prefeito Alcides Bernal com jornalistas foi totalmente atípico no último sábado. Eles proibiram os profissionais da imprensa de fazer perguntas que não fossem relacionadas à dengue. Nunca foi assim com os prefeitos anteriores.

Contradição
Também chamou atenção um fato especificamente. O secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, foi perguntado sobre números relativos à dengue e respondeu que não poderia repassar as informações sem a presença de Bernal. No entanto, perguntado, o prefeito contrariou e explicou que tais dados seriam de responsabilidade apenas do secretário. Ninguém entendeu.

Esquivando
Perguntado sobre sua opinião em relação às críticas de vereadores ao seu mandato, Bernal se esquivou. “A gente está trabalhando e não estamos preocupados com isso”.

Confusão
A cena parecia de cinema, mas ocorreu na semana passada no trânsito de Campo Grande e envolvia o ex-deputado e ex-prefeito, Raul Freixes, o ex-vereador de Aquidauana, Gustavo dos Santos, e sua esposa, Daniele da Silva Santos.

Confusão 2
Gustavo abordou Freixes no trânsito. Segundo ele, o ex-deputado desceu do carro, conversou com pessoas na via, pediu um taxi e foi embora, fugido. De quebra, Freixes teria contado à Polícia que Santos estava armado e o ameaçado.

O caso
A situação ocorreu porque Gustavo cobrava Freixes sobre a dívida de multa de um carro. É que Daniele, que arrenda a rádio do ex-deputado, paga o parcelamento de um Audi A4 como parte do pagamento. Segundo ela, o problema é que o veículo tem multas de trânsito de R$ 15 mil e tem causado prejuízos.

Escondido
Segundo Gustavo, a abordagem no trânsito de Campo Grande, mais especificamente na Rua 15 de Novembro, ocorreu porque ele não conseguia localizar Freixes para solucionar o problema das multas.

O que aconteceu?
Ainda conforme Santos, um policial à paisana testemunhou tudo e o apoiou, inclusive, confirmando que ele não estava armado na ocasião. A Ciptran foi acionada e o Audi apreendido por conta das multas, de acordo com o relato de Gustavo. Toda a história é a versão do casal, que procurou a coluna no sábado (26).

Preço
O transporte da safra de Verão deve ficar mais caro este ano nos estados produtores, incluindo Mato Grosso do Sul. A alta pode chegar a 50%. São dois fatores principais: a demanda maior, em razão do crescimento da produção, e o fato de ser a primeira safra com a lei do descanso dos motoristas em pleno vigor.

 

 

Mandetta já recebe cobranças como ministro
Quase lá – Dada como certa, a indicação de Luiz Henrique Mandetta para o Ministério da Saúde tem expectativa de anúncio para esta semana. Antes mesmo...
Moro deve levar chefe da PF em MS para Brasília
Já vai - Tudo indica que a temporada do delegado da Polícia Federal Luciano Flores na chefia da superintendência da corporação em Mato Grosso do Sul ...
Mochi prevê chamar concursados ainda em 2018
Aguardem - O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (MDB), voltou a reafirmar nesta semana que deve fazer nova chamada de aprovados em con...
Marquinhos defende carnaval de rua e cobra segurança
Contra e a favor - Os vereadores repercutiram ontem, durante sessão da Câmara Municipal de Campo Grande, a questão dos carnavais fora de época na Orl...


é claro que quem vai pagar a conta é o povo tudo ja é caro agora vai subir mais ainda.
 
jose roberto em 28/01/2013 09:55:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions