A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/05/2015 06:00

Câmara ganhará três vereadores "temporários"

Edivaldo Bitencourt

Vereadores “novos” – A Câmara Municipal de Campo Grande vai ganhar três novos vereadores por algumas horas. Os suplentes de Thaís Helena e Marcos Alex, do PT, e de Luiza Ribeiro (PPS), vão assumir os mandatos só para votarem o pedido para criar a Comissão Processante para investigar o prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP).

Estreia – Nenhum dos três já exerceu mandato de vereador antes. Lúcio Maciel (PT) é radialista e teve 1.448 votos na última eleição. O outro petista é Roberto Durães, com 1.980. O ex-presidente da Fundação Municipal do Trabalho, Aldo Donizete (PPS), substituirá Luiza.

Empecilho – A oposição vai colocar os suplentes para votar eventual pedido de cassação de Olarte para afastar qualquer suspeição sobre o caso. Este foi um dos principais argumentos usados por Alcides Bernal (PP), que tem o apoio da oposição, para tentar anular o decreto de cassação de 13 de março de 2014. Os vereadores da Comissão Processante votaram pela cassação.

Reforma – Olarte promete tirar do papel a reforma administrativa idealizada desde o ano passado para acabar com a crise política e administrativa. Até a fusão das secretarias de Receita e de Planejamento foi retomada. Só deve ter mudado o nome do titular da nova super secretária.

Balança, mas... – Nome certo para deixar a Prefeitura de Campo Grande é o do titular da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano. Heitor Pereira de Oliveira vai deixar o cargo para abrir espaço para um aliado.

Retorno – O vereador Edil Albuquerque (PMDB) vai contrariar orientação do ex-governador André Puccinelli (PMDB). Ele não só está disposto a voltar ao primeiro escalão, como trabalhar para resgatar a credibilidade da atual administração municipal.

Reata – Se Edil aceitar o comando da Semadur, o ex-deputado federal Antônio Cruz (PR) voltará à ativa. Ele está sem mandato desde que não conseguiu ser reeleito para a Câmara dos Deputados.

Fico – O secretário municipal de Saúde, Jamal Salem, está cansado das especulações sobre a sua saída. Ele vem reforçado que não pretender abandonar, em hipótese alguma, a administração municipal. E tem enfatizado, que “fica” e “fica”.

Polêmica – O clima esquentou na sessão de segunda-feira da Câmara Municipal de Água Clara. Os vereadores abandonaram a sessão em protesto contra o presidente, Valdeir Pedro de Carvalho, o Biroca, que não permitiu o uso da palavra a outro colega durante polêmica sobre a doação de um terreno para uma empresa.

Ânimo – O ex-assessor da prefeitura, Ronan Feitosa, aposta em um laudo para anular as provas do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Ele e o prefeito foram denunciados no caso, que ganhou repercussão nacional ao ser destaque do Fantástico, da TV Globo.

(colaborou Lidiane Kober)

"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions