A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/10/2016 06:00

Capital privado pode ajudar a baratear máquina pública

Waldemar Gonçalves

Cenário ideal – Na opinião do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), que anunciou ontem o aumento do teto do Super Simples, um cenário ideal na administração pública seria reduzir o tamanho dos estados e expandir os serviços públicos e privados para melhorar a economia. Ele lembra que Mato Grosso do Sul fará suas concessões e a primeira, já em andamento, será parceria público-privada na área de saneamento básico. "Conseguiremos capital privado, mas a Sanesul continuará sendo pública", destaca.

Crítica infundada – O governador também defendeu sua gestão, ao dizer que o ajuste fiscal do ano passado foi necessário para equilibrar as contas, manter investimentos e fazer os pagamentos em dia. "Sabemos que no calor das eleições vêm as críticas de que tudo no governo é negativo, mas não é verdade", ponderou.

Ações e investimentos – Reinaldo lembrou que, além da Caravana da Saúde, está sendo feita uma restruturação do setor, com investimentos nunca feitos antes. Além disto, citou a queda do número de homicídios e roubos, assim como o de acidentes de trânsito. "Temos um programa de investimento de quase R$ 100 milhões na segurança, com ações que já estão sendo feitas".

Dando resultados – O presidente da Faems (Federação das Associações Empresariais), Alfredo Zamlutti, disse ao governador que, apesar de alguns representantes do setor produtivo "baterem de frente" com sua gestão, a maioria está junta pelo desenvolvimento do Estado, ponderando que o governo tucano tem dado resultados. "Sem dizer amém para tudo, mas continuamos pensando juntos".

Mau exemplo – Independente de quem se eleger, o governo estadual será parceiro da Prefeitura de Campo Grande, disse o governador. O caminho é a integração, já que ninguém governa sozinho, lembra ele. “Temos exemplo de quem tentou (governar sem apoio) e foi prejudicial para a cidade”, finalizou.

Ainda tem chão – Para o governador, a eleição ainda não está resolvida. “Nada é decidido antes da abertura das urnas”. A seu ver, pesquisas podem ser duvidosas, a exemplo do que ocorreu com ele, em 2014, quando disputou o segundo turno e saiu vitorioso, contrariando medições prévias junto ao eleitorado.

Grande só na geografia – Como lembrou o blog O Antagonista, ontem, “o Brasil é grande apenas na geografia”. A frase era para citar que o senador Pedro Chaves (PSC-MS), que foi definido para ser relator da MP do Ensino Médio, tem ligação com a família de José Carlos Bumlai. Neca, filha dele, é casada com Fernando Bumlai, filho do pecuarista.

Esperança - O vereador Coringa (PSD) ainda crê na possibilidade de continuar mais quatro anos na Câmara Municipal. Segundo ele, se a Justiça Eleitoral considerar os votos "sub judice" de candidatos impugnados, o PSD melhoraria seu quociente eleitoral e teria direito a uma terceira vaga na casa, que seria dele.

Críticas - Único parlamentar a usar a palavra de ordem na sessão de quinta-feira, Coringa fez críticas ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) por deixar candidatos impugnados participarem da eleição. Para ele, é um "desrespeito" ao eleitor que escolhe um candidato e tem seu voto desconsiderado no resultado final.

Tem na internet – Coringa não levou em conta que a Justiça Eleitoral disponibiliza praticamente em tempo real uma série de informações sobre cada candidato. Inclui-se nesta relação a situação da candidatura, ou seja, se ela foi validada ou está sub judice por algum motivo. Fica tudo disponível no Divulgacand, na internet.

(com Leonardo Rocha, Richelieu de Carlo e Mayara Bueno)

Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions