A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/01/2013 06:00

Carga parada

Em meio à ameaça de racionamento de energia no País, a termelétrica Willian Arjona, em Campo Grande, que poderia ser acionada para garantir o abastecimento, não tem como operar. Isso porque a Tractebel, dona da usina, trava uma batalha com a Petrobras em torno do preço do gás natural, principal combustível da usina. 

Capacidade
Operando, a William Arjona produz 190 MW de energia. Isso é suficiente para abastecer uma população de cerca de 500 mil pessoas. Ela costuma ser acionada justamente quando o sistema elétrico está em seu limite, quando os reservatórios das hidrelétricas estão baixos ou o consumo muito alto, caso do Verão.

Pioneira
A não utilização de gás pela William Arjona preocupa também a MS-Gás. A usina é um cliente de peso da estatal de Mato Grosso do Sul, tanto que foi a primeira, no País, a utilizar gás vindo da Bolívia, em 2001.

História sem fim
O pé-de-guerra do prefeito Alcides Bernal (PP) com os vereadores de Campo Grande pode ter novos ingredientes. No sábado, Bernal traduziu como "questionável" o reajuste que os parlamentares aprovaram para eles mesmos, no fim de 2012.

Não é comigo
As afirmações foram feitas à frente de dois parlamentares, os inseparáveis Chocolate e Cazuza, eleitos pelo PP que, pelo que se sabe, não se manifestaram contra o aumento.

Queixas
O progressista voltou a reclamar da decisão dos vereadores em relação ao orçamento municipal, que diminuiu a possibilidade de o prefeito aumentar os valores a serem investidos. Antes, o percentual era de 30% e para Bernal será de 5%. Ele continua descontente com isso.

Menos...
Bernal usou um bordão que ficou conhecido por acompanhar o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. "Deixem-me" trabalhar", arriscou, ao se queixar da Câmara.

Barbaridade
Ao falar da situação encontrada na Prefeitura de Aquidauana, José Henrique Trindade (PDT) disse que  Paulo Goulard, que chegou a ser preso em operação do Ministério Público, ainda recebia salários do Município.

Tentação
O ano mal começou e os servidores públicos estaduais já têm a possibilidade de antecipar o décimo-terceiro salário em Mato Grosso do Sul. A oferta aparece a cada vez que acessam a conta nos caixas eletrônicos.

Cautela
A antecipação, vale lembrar o alerta dos economistas, só é bom negócio para se livrar de um juro ainda maior. Caso contrário, acaba virando dor de cabeça no fim do ano, quando o benefício vier magrinho.

 

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


Os vereadores de oposição irão sair mal com o prefeito Bernal , esperem para ver.
 
zenóbio veiga da silva em 14/01/2013 23:11:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions