A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/10/2014 06:06

Cidade ficou dividida e Dilma venceu Aécio com vantagem de 8 votos

Edivaldo Bitencourt

After day – O governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) vai viajar com a família na quarta-feira para descansar por cinco dias. Depois da maratona intensa da campanha, ele vai pescar no Pantanal sul-mato-grossense.

Cidade dividida – O município de Amambai, localizado na região sul de MS e com 37,1 mil habitantes, ficou dividido na disputa presidencial. Dilma Rousseff (PT) ganhou por uma diferença de apenas oito votos. Foram 8.569 contra 8.561 de Aécio Neves (PSDB).

Dividida 2 – A cidade de Angélica, com 9.991 habitantes, ficou rachada em relação a sucessão estadual. Delcídio do Amaral (PT) venceu por uma diferença de 17 votos. O petista fez 2.795 contra 2.778 de Reinaldo.

Outro caso – Já a presidente Dilma Rousseff teve um desempenho melhor do que Delcídio em Angélica. A vantagem foi de 82 votos sobre o tucano, com 2.862 a 2.780. O cenário se repetiu em Aquidauana, onde Reinaldo ganhou por 21 votos (11.359 a 11.338), enquanto Aécio venceu por 80 votos (11.506 a 11.426).

Xadrez – A Câmara Municipal de Campo Grande terá mudanças com as eleições de Zeca do PT, Grazielle Machado (PR) e Rose Modesto (PSDB). A alteração dependerá da volta de Edil Albuquerque (PMDB), que já anunciou a saída do comando da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Xadrez 2 – A volta de Edil pode tirar a vaga de vereador de Antônio Cruz (PR), que poderia ser contemplado com a eleição de Grazielle. O mais provável é que Loester Nunes (PMDB) fique com a vaga do atual secretário.

Mudanças – A eventual ida de Luiz Henrique Mandetta (DEM) para o primeiro escalão de Reinaldo poderá levar o vereador Elizeu Dionízio (SD) para a Câmara dos Deputados. A medida garante a posse do suplente Francisco Luiz do Nascimento na Câmara Municipal.

Mudanças 2 – A eleição de Rose Modesto põe José Chadid no legislativo municipal. No entanto, como ele foi expulso do PSDB, a dúvida é se ele, que foi fiel ao ex-prefeito Alcides Bernal (PP), assume a vaga ou abre caminho para o segundo suplente, Lívio Leite.

Tranquilo – O único tranquilo e certo com a volta à Câmara Municipal é o ex-vereador Marcos Alex. Ele ficou de suplente e chegou a assumir no lugar de Thaís Helena (PT), que comandou a Secretaria Municipal de Ação Social.

Resgate – O governador eleito anunciou que vai resgatar a maternidade de Ladário.Como não há hospital na cidade, as mulheres são obrigadas a dar luz às crianças em Corumbá. “Não nasce mais ladarense”, destacou o tucano.

(colaborou Ludyney Moura)

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions