A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/08/2014 06:00

Com falta de dinheiro, candidato regula e reaproveita santinho

Edivaldo Bitencourt

Sem combustível – O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) vem operando no limite em Campo Grande. Funcionários e médicos sofrem com a falta de combustível nas ambulâncias utilizadas no socorro às vítimas. A situação é mais grave porque o número de acidentes cresceu muito nos últimos dias na Capital.

Não sei de nada – O empresário, dono do jornal Correio do Estado e candidato a senador, Antônio João Hugo Rodrigues, afirmou que não tem mais conhecimento do conteúdo publicado pelo periódico. Ele disse que a prioridade do momento é a campanha eleitoral.

Debate – A Igreja Católica vai promover debate entre os candidatos a governador de Mato Grosso do Sul. O confronto acontecerá no dia 18 de setembro, a partir das 19h, no auditório do Centro de Apoio ao Devoto da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A TV Imaculada vai transmitir o confronto.

Paranóia – O ex-prefeito Alcides Bernal (PP) continua com a paranóia de que é perseguido pelos meios de comunicação. Candidato a senador, ele comete as irregularidades e, mesmo em campanha eleitoral, fica furioso com o trabalho realizado pela imprensa. O candidato se acha perseguido pela mídia.

Recessão - Tem candidato a deputado que está regulando até santinho em campanha. A ordem é só entregar santinho para quem estiver disposto a entregar folders. O objetivo é não desperdiçar material e papel porque a grana está curta.

Sem dinheiro – A falta de dinheiro fez com que o PMDB reaproveite os santinhos impressos antes da morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB). O partido recebeu R$ 786,9 mil do fundo partidário neste ano. Marina Silva só vai fazer parte do novo material, que só chegará após o atual estoque se esgotar.

Quieto – O governador André Puccinelli (PMDB) está quieto neste início de campanha eleitoral. Nesta semana, a única atividade pública realizada, até ontem, foi a participação em um debate entre os candidatos a governador do Estado.

Confusão – Os moradores de Paranaíba repetem um fenômeno que já aconteceu em Campo Grande e Aquidauana: quem é o prefeito da vez. Em 24 horas, o prefeito Diogo Tita (PPS) foi afastado, pela Câmara Municipal, e reempossado no cargo por determinação Judicial.

Confusão 2 – Tita foi afastado porque teria discutido e brigado com um professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. A onda de cassações de mandatos de prefeitos não vem poupando ninguém no Estado. Prefeito com minoria nas câmaras municipais estão colocando a “barba de molho”, usando um termo popular.

(colaboraram Eduardo Penedo e Ludyney Moura)

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions