A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/08/2014 06:00

Com falta de dinheiro, candidato regula e reaproveita santinho

Edivaldo Bitencourt

Sem combustível – O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) vem operando no limite em Campo Grande. Funcionários e médicos sofrem com a falta de combustível nas ambulâncias utilizadas no socorro às vítimas. A situação é mais grave porque o número de acidentes cresceu muito nos últimos dias na Capital.

Não sei de nada – O empresário, dono do jornal Correio do Estado e candidato a senador, Antônio João Hugo Rodrigues, afirmou que não tem mais conhecimento do conteúdo publicado pelo periódico. Ele disse que a prioridade do momento é a campanha eleitoral.

Debate – A Igreja Católica vai promover debate entre os candidatos a governador de Mato Grosso do Sul. O confronto acontecerá no dia 18 de setembro, a partir das 19h, no auditório do Centro de Apoio ao Devoto da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A TV Imaculada vai transmitir o confronto.

Paranóia – O ex-prefeito Alcides Bernal (PP) continua com a paranóia de que é perseguido pelos meios de comunicação. Candidato a senador, ele comete as irregularidades e, mesmo em campanha eleitoral, fica furioso com o trabalho realizado pela imprensa. O candidato se acha perseguido pela mídia.

Recessão - Tem candidato a deputado que está regulando até santinho em campanha. A ordem é só entregar santinho para quem estiver disposto a entregar folders. O objetivo é não desperdiçar material e papel porque a grana está curta.

Sem dinheiro – A falta de dinheiro fez com que o PMDB reaproveite os santinhos impressos antes da morte do presidenciável Eduardo Campos (PSB). O partido recebeu R$ 786,9 mil do fundo partidário neste ano. Marina Silva só vai fazer parte do novo material, que só chegará após o atual estoque se esgotar.

Quieto – O governador André Puccinelli (PMDB) está quieto neste início de campanha eleitoral. Nesta semana, a única atividade pública realizada, até ontem, foi a participação em um debate entre os candidatos a governador do Estado.

Confusão – Os moradores de Paranaíba repetem um fenômeno que já aconteceu em Campo Grande e Aquidauana: quem é o prefeito da vez. Em 24 horas, o prefeito Diogo Tita (PPS) foi afastado, pela Câmara Municipal, e reempossado no cargo por determinação Judicial.

Confusão 2 – Tita foi afastado porque teria discutido e brigado com um professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. A onda de cassações de mandatos de prefeitos não vem poupando ninguém no Estado. Prefeito com minoria nas câmaras municipais estão colocando a “barba de molho”, usando um termo popular.

(colaboraram Eduardo Penedo e Ludyney Moura)

Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions