A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/02/2018 06:00

Com Pedro Chaves, plano do PRB "cresce"

Marta Ferreira

Grande aposta – O ingresso de Pedro Chaves no PRB, carimbado em ato político na noite desta segunda-feira (26) na Associação Nipo-Brasileira, em Campo Grande, traz também expectativas do partido em ampliar seu espaço na política estadual. Não por acaso, a promessa era de um evento do mesmo porte dos grandes partidos. E foi, incluindo a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Peso – Lideranças nacionais do PRB confirmaram presença no ato, mas a expectativa de trazer o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, acabou não se concretizando. O partido destacou o fato de que ser um dos dois do Estado a ter senadores no exercício do mandato –o outro é o MDB, com Simone Tebet e Waldemir Moka.

Mapa – Chaves, ao ressaltar a disposição de concorrer à reeleição, também coloca para escanteio outra possibilidade para a qual seu nome chegou a ser ventilado nas eleições deste ano: ocupar a vice de um candidato ao governo do Estado. No PRB, o ânimo com a campanha ao Senado, no momento, é de animação.

Novo prazo - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que os secretários estaduais que pretendem disputar a eleição neste ano, devem deixar os cargos até o dia 7 de abril, como prevê a legislação eleitoral. Alguns integrantes do seu primeiro escalão estão interessados em concorrer ao pleito, entre eles Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica), Marcelo Miglioli (Infraestrutura) e Carlos Alberto Assis (Administração e Desburocratizão).

Mudou - Reinaldo tinha estipulado no ano passado o prazo até o final de dezembro, para que os secretários deixassem os cargos, porém este tempo foi estendido, até porque existem alguns indefinições dentro do partido, como por exemplo quem será o candidato ao Senado: Eduardo Riedel ou Marcelo Miglioli. Até o momento apenas José Carlos Barbosa deixou a Sejusp, para concorrer a reeleição na Assembleia.

Melhorou -O prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse que a parceria com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) é na esfera administrativa, e que em anos anteriores não ocorreu. "Não teve (parceria) no passado, mas estamos dispostos a pensar em Campo Grande, se fosse outro governador também correria atrás desta parceria, só não sei se outros estariam estendo a mão para nossa cidade".

De volta - Délia Razuk (PR) aumentou a cota de ex-assessores do antecessor Murilo Zauith (PSB) em sua equipe. O enfermeiro Márcio Figueiredo vai voltar para a Secretaria de Saúde como adjunto. Antes, Landmark Ferreira Rios foi mantido na Secretaria de Agricultura Familiar, Ledi Ferla até ontem estava na Assistência Social e Carlos Fábio que antes era secretário de Cultura, agora cuida do trânsito.

Reajuste - O Sindicato dos Servidores Municipal de Campo Grande convocou para as 18h30 de 13 de março (uma terça-feira), em sua sede, assembleia-geral para começar a discutir a proposta de aumento salarial de servidores públicos a ser solicitada neste ano da administração de Marquinhos Trad (PSD).

(Com Leonardo Rocha, Humberto Marques e Kleber Clajus)

E a Zara? Fecha ou não fecha no dia 31?
Enrosco - Depois de comunicar a todos os clientes que fecharia as portas em Campo Grande, a rede de lojas Zara anunciou que voltou atrás e vai contin...
Briga por gabinete é causa "interna corporis"
É com vocês – O desembargador Eduardo Rocha negou pedido do futuro deputado João Henrique Catan (PR) para obrigar a Mesa Diretora da Assembleia Legis...
Direita contra a direita
Última a saber - A senadora Soraya Thronicke estava tranquila na China e, só ao ser entrevistada na manhã de ontem (17), ficou sabendo o quanto era e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions