ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 29º

Jogo Aberto

Revertendo

Por Jogo Aberto | 15/01/2011 07:00

Acidente no centro de Campo Grande evidenciou a falta de fiscalização no trânsito, que a cada dia fica mais estressante, com mais veículos e mais pressa. Colisão na esquina da 14 de julho com a Fernando Correia da Costa, na sexta-feira, resultou em um congestionamento. Motoristas perderem mais de 15min para avançar no trecho da 13 de Maio à Fernando Correia, sem nenhum policial de trânsito ou fiscal para organizar a balbúrdia.

Enquanto motoristas tentavam, em vão, se desvencilhar do trânsito tumultuado por causa do acidente sem orientação, em outra esquina do centro, na Rui Barbosa com a 7 de Setembro, havia, no mesmo momento, 4 policiais militares.

Com resultado previsível (apenas uma chapa inscrita), a eleição da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) terminou em uma grande festa com porco no tacho, costelão, cerveja e uma lista de convidados ilustres. Além dos prefeitos, participaram deputados, a governadora Simone Tebet, e o secretário de governo, Osmar Jerônymo.

O prefeito Beto Pereira (Terenos), que no próximo dia 31 se despede da presidência da Assomasul, guarda a 7 chaves seu futuro e suas pretensões políticas, após deixar a maior entidade política de MS. Ele diz que recebeu vários convites de filiações e que só sabe que irá continuar na política e disputando outras eleições.

Mesmo antes de o TRE/MS (Tribunal Regional Eleitoral) julgar o recurso, o vereador Elias Ishy (PT) já avisou que irá até a última instância para ser candidato a prefeito de Dourados. Na sexta-feira, ele fez um evento marcando o início de sua campanha. Antes, percorreu jornais da cidade para dar entrevistas.

Zeca do PT vai a Brasília na próxima semana, onde se reúne com o presidente nacional do partido, José Dutra. Um dos assuntos em pauta é a eleição de Dourados, onde a sigla se aliou ao inimigo DEM. E, já que está lá, aproveita para pedir ajuda do amigo petista para uma "boquinha" no governo federal.

O ex-governador diz que vai pedir uma “ajuda especial” da cúpula nacional para Dourados, onde uma ala do partido tenta lançar candidatura própria à revelia da decisão tomada em convenção. O presidente nacional do PT deve entrar como bombeiro nessa questão.

A senadora Marisa Serrano (PSDB) disse que as discussões sobre candidatura própria em Campo Grande ficarão para o segundo semestre. Por enquanto, está todo mundo retornando do recesso, e mais preocupado em tomar posse.

Marisa lembrou que desde Lúdio Coelho, nos anos 80, os tucanos não elegem um prefeito na Capital. De lá pra cá, só participam das eleições como vice, ou seja, coadjuvantes, o que querem mudar neste pleito.

Derrotado nas urnas para o próximo mandato, o deputado federal Antônio Cruz obteve vitória junto à Justiça. Conseguiu liminar para manter-se como presidente regional do PP. O caso, que ainda não terminou, promete dar muito pano pra manga.