A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/11/2012 06:00

Crime ambiental

Jogo Aberto

Desrespeito

Novembro é tempo de pesca proibida, para proteger o período de reprodução dos peixes, a Piracema. Pois na região de Rochedo, esse momento que é essencial para garantir estoque de peixe e equilíbrio nas regras da natureza nos rios, não está sendo respeitado. 

Rede cheia

A coluna recebeu a denúncia de pescadores amadores de que profissionais estão usando petrechos proibidos para aproveitar a subida do rio pelos peixes e retirar em grandes quantidades. Conforme a denúncia recebida, esses pescadores que desrepeitam o rio usam redes e, de tanto peixe que tiram, elas chegam a arrebentar com o peso.

Reflexos da Justiça

Parece nome de filme, mas é o tema de evento do qual magistrados estaduais de MS vão participar nos dias 22 e 23 de novembro. O objetivo do “1º Seminário e Workshop sobre Impactos Econômicos e Sociais das Decisões Judiciais”, segundo publicação do Tribunal de Justiça que abre as inscrições, é proporcionar aos juízes conhecimentos atualizados sobre o que as decisões que tomam podem provocar.


Está longe, mas...

O prefeito eleito de Campo Grande nem assumiu o mandado que vai até 2016, e a sua sucessão já provoca conversas. Uma delas é que vai ter apoio do novo prefeito para a disputa pela presidência da Câmara dos Vereadores quem não tiver como foco para 2016 a disputa pelo Paço Municipal.

Será?

O prefeito Nelson Trad Filho, que deixa o cargo no fim deste ano após dois mantados, já disse que o impacto destas eleições nas estruturas do PMDB vai depender muito do desempenho do prefeito eleito. E ele mesmo, dependendo dos resultados da eleição de 2014, que deve disputar, é cotado entre peemedebistas como uma boa aposta para as eleições municipais de 2016.

Análise

O entendimento é que, mesmo com a derrota após 20 anos de comando do PMDB em Campo Grande, Nelsinho em si não tem uma rejeição tão grande, pelo contrário.

Outros nomes

Na futurologia das eleições, outros nomes que já surgem para a disputa da sucessão de Alcides Bernal são o de Marquinhos Trad (PMDB), que nunca escondeu que queria ser candidato este ano, se pudesse, e o de Luiz Henrique Mandetta, do DEM.

Fica como está

Licenciado da Assembleia, Carlos Marun (PMDB) deve ficar onde está, na Secretaria de Habitação. É o que ele afirmou ao colega de partido Youssif Domingos, ex-deputado estadual, ao falar das especulações de que voltaria à Assembleia Legislativa.

Interessado

Uma volta de Marun tiraria a vaga do deputado RInaldo Modesto, do PSDB, eleito pela coligação que apoiou André Puccinelli (PMDB) ao governo em 2010 e a leitura clara seria de uma espécie de lição ao partido que, nas eleições municipais, rompeu a parceria de décadas e virou oposição.

Nada disso

Rinaldo, ao comentar essa possibilidade, tem deixado claro que, na esfera estadual, os tucanos continuam sendo base aliada de Puccinelli, como sempre foram.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


Rochedo é uma região com diversos problemas. Por isso, mesmo durante o período de pesca permitido mantivemos, desde 2009, o Posto na Cachoeira do Sossego para evitar este tipo de pesca. No ano passado, os policiais ambientais ficaram escondidos em algumas corredeiras e prenderam por duas vezes elementos com tarrafas. Parte da população tem no ajudado, porém, alguns inescrupulosos que moram às margens dos rios vão e jogam tarrafas e conseguem fugir rapidamente ao avistar, ou ouvir o barulho do motor da fiscalização quando da chegada da embarcação.
Por favor, mandem-nos as denúncias que nos auxiliará a identificar estes elementos. Há um menor filho de um pescador que o apreendemos por duas vezes e o conduzimos à delegacia, porém, há outros que precisamos prender.

Major Queiroz - PMA
 
Ednilson Paulino Queiroz em 05/11/2012 15:39:26
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions