ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Jogo Aberto

Defensoria estuda ação por medidas contra a covid

Por Marta Ferreira | 10/03/2021 06:00
Fabio Rombi, que chefia a Defensoria Pública em MS. (Foto: Divulgação)
Fabio Rombi, que chefia a Defensoria Pública em MS. (Foto: Divulgação)

É necessário – Parte dos comitês que discutem as medidas para tentar frear a pandemia de covid-19 em Mato Grosso do Sul e em Campo Grande, o defensor-público-geral Fábio Rombi defende que já deveriam ter sido adotadas as formas mais severas de reduzir a circulação de pessoas, dado o avanço das mortes e de quantidade de internados. O reflexo direto é o caos no sistema de saúde em instalação.

Avaliando - Rombi já estuda, inclusive, repetir providência adotada no ano passado, de entrar na Justiça para exigir ações do Poder Público. Ele acredita que vai haver providências, mas diz que se não chegarem logo, a Defensoria tratará de buscar resultado nesse sentido no tribunal.

Tomara – À coluna, Rombi disse que a esperança é que os leitos de UTI que estão sendo providenciados suportem a demanda aumentada. Em Campo Grande, são 29 a mais prometidos em hospitais privados.

Doentes - A cidade tinha quase 300 pessoas internadas por covid ontem. No Hospital Regional, referencia para tratamento da doença, havia 126 pessoas. No local, morreram cinco em decorrência do coronavírus nesta terça-feira.

Escalas complicadas – Na ponta da estrutura de atendimento, quem sente a pancada forte mesmo são os profissionais da enfermagem. É lugar comum dizer que estão exaustos. Que o digam as chefias desses setores, que enfrentam todo dia uma luta para fechar escalas, tanto rede pública quando privada.

Todo dinheiro, é dinheiro - Campo Grande se antecipou e já publicou os documentos de adesão ao consórcio de compra de vacinas, apontando as formas diferentes formas de financiamento do grupo para futura aquisição dos imunizantes

Seja de quem for - Além de prever recursos das prefeituras, também constam na lista a possibilidade de recebimento de dinheiro federal - mesmo o grupo se contrapo

 Coração quentinho – Depois de personificar a homenagem do secretário de Saúde Geraldo Rezende ao dia das mulheres a secretaria-adjunta Christine Maymone viveu mais um dia de emoção ontem. Foi homenageada na Assembleia Legislativa, como parte do grupo de profissionais da linha de frente da pandemia que recebeu o troféu Celina Jallad.

Indicadas – Cada parlamentar indicou sua homenageada. Segundo a Assembleia Legislativa informou, a lista tem trabalhadoras de todas as áreas no enfrentamento à doença que colocou o mundo em pânico de 2020 para cá.

Primeira-dama – Entre as mulheres agraciadas pela Assembleia Legislativa, estava Luiza Helena Al-Contar,  a esposa do presidente do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). Ela recebeu o troféu de Mara Caseiro (PSDB), única deputada estadual, e em seu discurso falou em nome do Tribunal, lembrando os esforços da corte jurídica para atender a população.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário