ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Delcídio perde a vergonha de Bernal

Por Edivaldo Bitencourt | 30/12/2013 06:00

Empolgou – O senador Delcídio do Amaral (PT) perdeu a vergonha em defender o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP). Ele não só passou a se manifestar publicamente, como até incorporou a tese do chefe do Executivo de que ele é “alvo de um golpe político”.

Dia – Um ano depois, o prefeito da Capital empossa hoje a nova presidente do Instituto Municipal de Previdência de Campo Grande. Antes de Lilliam Maksoud Gonçalves, o cargo tinha um interino, o atual secretário municipal de Planejamento, Ricardo Ballock.

Vagos – As secretarias municipais da Juventude e da Mulher, aprovadas em regime de urgência pela Câmara Municipal, continuam vagas. Os cargos foram criados no primeiro semestre do ano passado, mas nem interinos foram nomeados.

Sem apoio – O vereador Jamal Salem (PR) obteve até a liberação do partido para apoiar Bernal, mas promete não ser tão fácil. Apesar da nomeação da nova presidente do IMPCG, ontem, ele voltou a argumentar que ainda não embarcou totalmente na administração de Alcides Bernal.

Mistério – O prefeito Alcides Bernal anunciou que espera a presença do vereador Paulo Siufi (PMDB) na posse da nova presidente do IMPCG hoje. No entanto, como esta em viagem com a família, o peemedebista não deve, pelo menos hoje, aderir publicamente à base de sustentação do progressista.

Concluso – A Justiça, que salvou o mandato de Bernal em 2013, pode ser a primeira dor de cabeça para o prefeito no Ano Novo. O primeiro dos dois pedidos de afastamento do cargo está pronto para despacho e só depende da canetada do juiz.

Novo articulador – Rejeitado pelo prefeito, o ex-vereador Athayde Nery (PPS) vem se tornando um dos principais articuladores políticos para livrar o prefeito da cassação. Ele vem atuando nos bastidores, apesar do articulador ser o secretário municipal de Governo, Pedro Chaves.

Exemplo – Paulo Pedra (PDT) até se inspirou na presidente Dilma Rousseff (PT) para propor uma mudança no primeiro escalão. Ele defendeu a colocação de Pedro Chaves na parte administrativa, como acontece com Gleise Hoffmann, e da escalação de Nery, a exemplo de Ideli Salvati, para a articulação política.

Sumiço – Atacado pelo prefeito Alcides Bernal, o vice-prefeito Gilmar Olarte (PP) segue em silêncio. Independente de ter ouvido ou conversado, ele segue a risco conselho repetido a exaustão por Londres Machado (PR): “passarinho na mudaDe não pia”.

Protestos – O pouco público sábado e o cancelamento ontem não desanimou os defensores de Bernal. Eles prometem realizar manifestações e panfletagens durante toda semana, apesar do feriadão no meio, contra a cassação do mandato do prefeito.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário