ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 22º

Jogo Aberto

Denúncias chegam a 307 na antevéspera da votação

Anahi Zurutuza e Lucia Morel | 01/10/2022 07:00
Em 2018, 463 denúncias foram feitas em MS por meio do aplicativo (Foto: TRE-MS/Divulgação)
Em 2018, 463 denúncias foram feitas em MS por meio do aplicativo (Foto: TRE-MS/Divulgação)

Antevéspera – A reta final da campanha eleitoral em Mato Grosso do Sul acelerou o ritmo das denúncias enviadas à Justiça por meio do aplicativo Pardal e até a noite de ontem (30), menos de 48 horas antes do início da votação, já eram 307 pedidos de investigação feitos à Justiça Eleitoral no Estado – 66% do total de reclamações feitas durante todo o período eleitoral de 2018, quando 463 denúncias foram averiguadas.

O ritmo - Até 13 de setembro, eram 158 reclamações registradas e há dez dias, 205. Ainda conforme a estatística divulgada no site do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), 100% das denúncias enviadas neste ano são de propaganda supostamente irregular. Nas eleições gerais anteriores, houve acusações de compra de votos e outros crimes eleitorais.

Até o fim – A um dia das Eleições 2022, o ex-promotor de Justiça, Sérgio Harfouche (Avante), impetrou recurso junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ainda na tentativa de ter sua candidatura autorizada. No começo de setembro, o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) barrou o registro dele, que desta vez tenta se eleger deputado federal. Nova decisão de 28 de setembro analisou recurso do ex-promotor e mais uma vez negou a candidatura, já em segundo grau. Nesta sexta-feira (30), Harfouche, notificado da última determinação, acionou o TSE e alega que o fato dele ter se afastado de suas funções de promotor para se candidatar “repousa em situação complexa e sem posicionamento jurisprudencial consolidado”. Na urna, o nome de Harfouche aparece como “deferido com recurso”.

Colhendo os louros – Se tem uma coisa que o último debate entre os presidenciáveis rendeu para candidatos sul mato-grossenses foi o aumento da influência nas redes sociais. A candidata à Presidência, Simone Tebet (MDB), foi quem mais lucrou. Ela ganhou 34 mil seguidores no Instagram em menos de 24 horas, enquanto outros 25 mil passaram a seguir Soraya Thronicke (UB). Até o candidato ao Governo, Capitão Contar (PRTB), a quem Jair Bolsonaro (PL) presenteou com declaração ao vivo de apoio, teve um upgrade – mínimo, mas teve – de 1 mil novos seguidores.

Pipoco – A música que a sul-mato-grossense Ana Castela gravou com a MC Melody e virou fenômeno na internet foi parar na propaganda eleitoral de pelo menos dois candidatos de Mato Grosso do Sul. João Henrique Catan (PL), que tenta se reeleger para a Assembleia Legislativa, e a candidato ao Governo, Rose Modesto (UB), que apesar de fazer a linha “evangélica” não se acanhou em autorizar paródia da letra que diz “Meu beijo vai te viciar/ Minha pegada vai fazer você gamar”.

Bombando – O hit “Pipoco”, que alcançou o Top 1 das 50 músicas mais tocadas do Brasil no Spotify recentemente, também inspirou os autores do jingle de Vinícius Poit, que disputa o Governo de São Paulo pelo partido Novo. O trecho alterado diz: "Se prepara/ Tudo é possível pra quem quer mudar/ Do jeito que tá, não dá pra ficar/ Vinícius Poit pra te governar, Vínicius Poit pra te governar".

Vigilância quadruplicada – Além das polícias trabalhando no combate a crimes eleitores, das Força Armadas e do TCU (Tribunal de Contas da União), que vão auditar urnas eletrônicas após o 1º turno das eleições, 71 defensores públicos de 21 estados também trabalharão na fiscalização do processo eleitoral. O grupo terá como missão observar as etapas do pleito, para oferecer sugestões para dias de votação, de como aperfeiçoar a transparência, por exemplo.

Mais fiscais – O Ministério Público é outro órgão que trabalhará em regime de plantão e com equipe reforçada. Ao todo, o MPMS indicou 79 promotores à Procuradoria Regional Eleitoral, que atuarão na fiscalização das 49 Zonas Eleitorais de todo o Estado.

Carreatas – Apenas Giselle Marques (PT) e Capitão Contar (PRTB) divulgaram agendas para hoje, o último dia da campanha eleitoral. A candidata petista ao Governo fará carreata pela região sul da cidade e participará de ato com apoiadores no Centro. O ponto de concentração será na Rua Panambi Vera com a Rua da Prata, às 9 horas. Já Contar promove motocarreata pela Afonso Pena, a partir das 15h.

Nos siga no Google Notícias