ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Deputado quer carro movido à água

Por . | 05/07/2013 06:05

Carro a água - O deputado estadual Lauro Davi (PSB) afirmou que na próxima eleição gostaria que os carros fossem movidos à água, já que a maioria dos candidatos - tanto a prefeito como vereador, tiveram problemas na Justiça em função de combustível. Alguns foram cassados porque trocaram “votos” por “kits gasolina”, lembrou.

Rodízio - O deputado estadual Osvane Ramos (PT do B) diz ser contra a reeleição em todas as esferas, tanto no Executivo como no Legislativo. Segundo ele, o parlamentar deve exercer apenas um mandato e não ficar 20, 30 anos como político. “Os direitos devem ser iguais para todos, deve abrir espaço para novas pessoas”, afirmou ele.

Veja Bem...- Já a deputada Mara Caseiro (PT do B) também defende o fim da reeleição no Executivo, porém acredita que no Legislativo a história tem de ser outra mesmo, deve se estender para dois mandatos, já que o vereador e deputado precisam dar continuidade ao seu trabalho.

Propaganda petista - O deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB), que é líder do partido na Assembleia, fez uma propaganda em rádio para o candidato a prefeito de Jardim, Dr. Erney (PT). Ele pediu voto e apoio da população. Questionado sobre a parceria com o PT no município, o peemedebista foi logo afirmando que só pedia voto ao PT por causa do vice, Renato Miranda Marques, que é do PMDB.

Ânimos acirrados - O deputado Laerte Tetilla (PT) se irritou durante a sessão de hoje na Assembleia, porque durante a utilização da tribuna, a deputada estadual Dione Hashioka (PSDB), que presidia as atividades, interrompeu seu discurso e passou a palavra para o próximo parlamentar.

Batendo a porta - Tetilla ficou revoltado, reclamou da postura da colega e se retirou do plenário bravo. Amarildo Cruz (PT) ainda tentou “contornar” a situação cedendo seu tempo a ele, porém ele ficou irredutível e afirmou que não havia mais empolgação.

Inédito - A aprovação da LDO de Campo Grande neste ano foi cheia de ineditismo. Pela primeira vez, uma mulher foi relatora do projeto, sob responsabilidade da vereadora Graziele Machado.Depois, nunca foram tantas emendas, 75 no total, mais uma prova de o prefeito não tem muitos amigos na Câmara.

Publicidade - O Tribunal de Contas do Estado resolveu fazer propaganda na TV do concurso aberto para auditor. Parece que não há a procura esperada. O TCE vai pagar R$ 1 milhão para empresa do Paraná realizar o concurso. Mas todo o dinheiro virá das inscrições, talvez por o interesse em candidatos.

Língua preta - Servidores da Universidade Federal e do HU criaram uma página no facebook com o nome “Não temos sangue frio”, em alusão á operação que revelou esquema de favorecimentos á rede particular de Saúde. Na rede social, o que não falta é denúncia contra a atual reitora.

Se vira moda ... - O ex-prefeito da cidade de Boa Esperança do Sul (SP) vai ter de devolver aos cofres públicos os valores gastos com a pintura de amarelo dos prédios municipais. Apelidado de “Marelo”, ele resolveu deixar a propaganda estampada em todas as fachadas. Nesta semana o prefeito Alcides Bernal entrou na mesma onda, mas trocando o laranja do antecessor, pelo azul do PP.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário