A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Janeiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


12/02/2018 06:00

Eleitor denuncia campanha antecipada

Marta Ferreira

Questionamento - A Justiça Eleitoral de Mato Grosso do Sul foi provocada por um cidadão que enxerga propaganda eleitoral antecipada na viagem do deputado federal Jair Bolsonaro a Mato Grosso do Sul, na quinta e sexta-feira últimas. Bolsonaro, filiado ao PSL e já anunciado como candidato à Presidência da República, foi recebido com carreata e deu diversas entrevistas sobre o que faria no comando do Palácio do Planalto.

Machismo? – Como sempre ocorre em suas aparições e entrevistas, o deputado virou assunto pela forma como tratou uma repórter. Ao responder à jornalista Lia Nogueira sobre armamento da população, chamou-a de fraca em razão de sua estatura. Lia respondeu que não era, que era “mulher macho”.

Linchamento – A jornalista, depois que o vídeo da entrevista veio à tona, está sendo ofendida nas redes sociais pelos fãs de Bolsonaro. Palavrões, que a coluna não vai repetir, são usados e até os filhos dela são alvo das agressões virtuais.

Denúncia – Para o responsável pela reclamação, a forma como ocorreu a visita de Bolsonaro a Dourados configura pré-campanha.O cidadão aponta, inclusive,  que o poder público teve de dar suporte à visita. Para isso, anexou um vídeo da jornalista Lia Nogueira mostrando que uma obra de recapeamento foi paralisada para que a carreata passasse.

Caravana – O MDB, partido do ex-governador André Puccinelli, também está fazendo eventos rotineiros em que o programa de governo da legenda está em debate. Os principais líderes do partido têm participado da agenda de viagens, que começou por Costa Rica e Coxim, na semana passada, e vai ser retomada após o Carnaval. A cara é de campanha, mas para a Justiça eleitoral, pode.

O que diz a regra – O Campo Grande News já fez matérias recentes sobre distribuição de adesivos e eventos como palestras, com candidatos anunciados. Pela regulamentação atual, eles são permitidos, desde que não haja pedido explícito de voto.

Mudança abriu brecha – Ouvido pela coluna, o advogado e ex-juiz eleitoral André Borges comentou que a lei sobre propaganda eleitoral foi alterada em 2015 e deu oportunidade a esse tipo de programação que parece campanha, mas não é enquadrado dessa forma. “Mudou para pior”, define.

Saco cheio – A julgar pelo comportamento dos foliões neste Carnaval, vai ser difícil chamar a atenção das pessoas para a campanha eleitoral neste ano. Com tanto escândalo político, ninguém quis tocar no assunto nem fazendo piada nos blocos carnavalescos de Campo Grande. As fantasias, em geral, foram para outros temas mais palatáveis.

No mesmo palco – Não é porque cantam sertanejo e música romântica que Luan Santana e Michel Teló ficaram de fora dos eventos de Carnaval. Ambos cantaram no camarote Guanabara, no sambódromo do Rio de Janeiro.

Comemoração – Michel aproveitou para relembrar que foi ali no palco do desfile das escolas de samba cariocas que ele conheceu a mulher, atriz Thaís Fersoza. De lá para cá, casaram-se e já tem dois filhos.

Briga por gabinete é causa "interna corporis"
É com vocês – O desembargador Eduardo Rocha negou pedido do futuro deputado João Henrique Catan (PR) para obrigar a Mesa Diretora da Assembleia Legis...
Direita contra a direita
Última a saber - A senadora Soraya Thronicke estava tranquila na China e, só ao ser entrevistada na manhã de ontem (17), ficou sabendo o quanto era e...
Nomeação para Sanesul saiu direto da Governadoria
Pessoal - O nome de Walter Carneiro Júnior para a direção da Sanesul foi indicação pessoal do governador Reinaldo Azambuja. Apesar de já ter sido sec...
Presa em operação adora posar com vereadora
No hospital - O empresário e ex-candidato a deputado estadual pelo PTC, Antônio João Hugo Rodrigues, deu um susto na família na noite de segunda-feir...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions