A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/05/2015 06:00

Equipe do Fantástico continua em Mato Grosso do Sul

Edivaldo Bitencourt

Reação – O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Waldir Neves, informou, em nota à imprensa,que recorreu à Justiça para manter limpa a imagem da corte fiscal. Ele condenou matérias “tendenciosas” e “desprovidas de verdades” feitas para “macular a imagem do Tribunal perante a sociedade”.

Justiça – Waldir Neves até mencionou que conseguiu decisões favoráveis para impedir a divulgação de contratações de funcionários pelo TCE. No domingo, o conselheiro conseguiu recolher um jornal semanário com matérias sobre a contratação de uma funcionária pela corte fiscal.

Muy amigos – A Assembleia Legislativa realiza sessão para comemorar, a partir das 19h desta quinta-feira, o Dia do Povo Paraguaio. A homenagem foi proposta pelo ex-deputado Antonio Carlos Arroyo. Mato Grosso do Sul tem a maior colônia de paraguaios do Brasil.

Decisão – O PMDB decide, nesta quinta-feira, se mantém o apoio ao prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). A reunião será mais ampla e contará com a participação da executiva regional e de deputados estaduais.

Cargos – O peemedebistas ocupam o cargo de líder do prefeito, com Edil Albuquerque. A eventual independência da sigla vai resultar em apenas uma baixa. Oficialmente, nenhum integrante do PMDB integra o primeiro escalão no município.

Segura peão – O PT promove o encontro estadual extraordinário no sábado. O objetivo é definir a estratégia para evitar a sangria da legenda junto a opinião pública. Além de recuperar o prestígio, o outro desafio é segurar lideranças no partido na fase de “tristeza” e “doença”.

Efeito Marta - O maior risco para o PT é perder os políticos com bom potencial nas eleições de 2016. Muitos políticos seguem o exemplo da senadora Marta Suplicy, que deixou a sigla para ser candidata a prefeita de São Paulo sem o ônus de arcar com os escândalos envolvendo petistas. O maior risco é perder prefeitos que vão disputar a reeleição.

História – Experiente e sincero, o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) não acredita na redução dos mandatos de mandatos de prefeitos a serem eleitos em 2016. Esta é uma proposta para viabilizar a eleição geral, de vereador a presidente, em 2018. “Já viu político diminuir mandato, eles apenas aumentam”, frisou o democrata.

Só um lado – Zé Teixeira também explicou a derrota da proposta do deputado estadual Pedro Kemp (PT), que previa a utilização de armas não letais pela polícia. “Nós precisamos desarmar bandidos e não a polícia, que precisa estar preparada para suas operações”, justificou.

Fantástico – A equipe encarregada por revelar corrupção envolvendo políticos continua em Mato Grosso do Sul. O repórter misterioso do Fantástico trocou Camapuã por outra famosa cidade do Estado. Agora, o mistério é descobrir que matéria ele investiga e quando será divulgado.

(colaboraram Aline dos Santos, Antonio Marques, Leonardo Rocha e Lidiane Kober)

A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions