A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/05/2015 06:00

Equipe do Fantástico continua em Mato Grosso do Sul

Edivaldo Bitencourt

Reação – O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Waldir Neves, informou, em nota à imprensa,que recorreu à Justiça para manter limpa a imagem da corte fiscal. Ele condenou matérias “tendenciosas” e “desprovidas de verdades” feitas para “macular a imagem do Tribunal perante a sociedade”.

Justiça – Waldir Neves até mencionou que conseguiu decisões favoráveis para impedir a divulgação de contratações de funcionários pelo TCE. No domingo, o conselheiro conseguiu recolher um jornal semanário com matérias sobre a contratação de uma funcionária pela corte fiscal.

Muy amigos – A Assembleia Legislativa realiza sessão para comemorar, a partir das 19h desta quinta-feira, o Dia do Povo Paraguaio. A homenagem foi proposta pelo ex-deputado Antonio Carlos Arroyo. Mato Grosso do Sul tem a maior colônia de paraguaios do Brasil.

Decisão – O PMDB decide, nesta quinta-feira, se mantém o apoio ao prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). A reunião será mais ampla e contará com a participação da executiva regional e de deputados estaduais.

Cargos – O peemedebistas ocupam o cargo de líder do prefeito, com Edil Albuquerque. A eventual independência da sigla vai resultar em apenas uma baixa. Oficialmente, nenhum integrante do PMDB integra o primeiro escalão no município.

Segura peão – O PT promove o encontro estadual extraordinário no sábado. O objetivo é definir a estratégia para evitar a sangria da legenda junto a opinião pública. Além de recuperar o prestígio, o outro desafio é segurar lideranças no partido na fase de “tristeza” e “doença”.

Efeito Marta - O maior risco para o PT é perder os políticos com bom potencial nas eleições de 2016. Muitos políticos seguem o exemplo da senadora Marta Suplicy, que deixou a sigla para ser candidata a prefeita de São Paulo sem o ônus de arcar com os escândalos envolvendo petistas. O maior risco é perder prefeitos que vão disputar a reeleição.

História – Experiente e sincero, o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) não acredita na redução dos mandatos de mandatos de prefeitos a serem eleitos em 2016. Esta é uma proposta para viabilizar a eleição geral, de vereador a presidente, em 2018. “Já viu político diminuir mandato, eles apenas aumentam”, frisou o democrata.

Só um lado – Zé Teixeira também explicou a derrota da proposta do deputado estadual Pedro Kemp (PT), que previa a utilização de armas não letais pela polícia. “Nós precisamos desarmar bandidos e não a polícia, que precisa estar preparada para suas operações”, justificou.

Fantástico – A equipe encarregada por revelar corrupção envolvendo políticos continua em Mato Grosso do Sul. O repórter misterioso do Fantástico trocou Camapuã por outra famosa cidade do Estado. Agora, o mistério é descobrir que matéria ele investiga e quando será divulgado.

(colaboraram Aline dos Santos, Antonio Marques, Leonardo Rocha e Lidiane Kober)

Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions