A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


20/05/2015 06:00

Erros de TV e acusada de extorsão dão gás a aliados

Edivaldo Bitencourt

Gás – Aliados e defensores do prefeito Gilmar Olarte (PP) ganharam gás extra para defendê-lo na noite de segunda-feira. Os erros na reportagem da TV Morena se transformaram nos principais argumentos para desqualificar as denúncias contra o chefe do Executivo.

Não sou irmã – A principal falha da TV foi ligar a ex-secretária municipal de Educação, Angela Brito, ao secretário de Infraestrutura, Valtemir Alves de Brito. A irmã dele tem o mesmo nome e é diretora de um Centro de Educação Infantil. A ex-secretária postou mensagem sobre a confusão e cobrou reparação.

Na multidão – No protesto contra o prefeito, na Câmara Municipal, destaque foi uma mulher, entre as centenas de manifestantes, acusada de extorsão contra o vereador Chiquinho Telles (PSD). Em janeiro do ano passado, ela cobrou R$ 100 mil para não divulgar vídeos contra o parlamentar.

Passado – A professora Heide Cristiane Santos chegou a ser presa e foi indiciada por tentar extorquir o vereador Chiquinho Telles. Ela chegou a ser acusada de usar dois nomes na época do flagrante, janeiro de 2014.

Fogo – Os aliados do ex-prefeito Alcides Bernal (PP) também foram vistos no meio da multidão que foi protestar contra Olarte. Eles ficavam instigando os populares a gritarem hits, como “fora Olarte” e “ladrão, deve estar na cadeia”. Até sugeriram o bloqueio da rua no ato contra o chefe do Executivo.

Reação – A base aliada tem resposta pronta para evitar a instalação da Comissão Processante contra Olarte. Eles avaliam que o caso está sendo julgado pela Justiça. E sobre as finanças, a investigação já é feita pelas CPI das Contas Públicas.

Dinheiro faz milagres – O vereador Edil Albquerque (PMDB), líder do prefeito no legislativo, afirmou que a crise financeira impede o reajuste de 13% nos salários dos professores. “Boa gestão se faz com recursos, sem recursos, fica complicado”, concluiu, destacando a queda na arrecadação e a crise econômica.

Nacional – Autor do pedido para criar a Comissão Processante, Marcos Alex aposta na repercussão nacional para iniciar o eventual processo de cassação de Olarte. “A população está acompanhando e vai cobrar os parlamentares”, afirmou o petista, em nova mudança de rumo. Há poucos meses, ele chegou a se revoltar contra o partido por ter adotado uma postura mais ostensiva contra o prefeito.

Pioneira – O vereador Airton Saraiva (DEM) destacou, ontem, que Campo Grande foi a primeira capital brasileira a pagar o piso nacional do magistério para jornada de 20 horas. E destacou que todo o recurso do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) é investido em educação.

Mais um – O Ministério Público Estadual abriu outro inquérito para investigar a doação de imóveis pelo Prodes, o programa de incentivo municipal. O objetivo é saber se os incentivos dados alcançaram o objetivo de criar empregos.

(colaboraram Leonardo Rocha, Michel Faustino e Priscila Peres)

"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions