ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 17º

Jogo Aberto

Estranho

Por | 15/01/2013 06:00

"Eu partiria para o ataque". A frase é de um integrante do primeiro escalão da Prefeitura de Campo Grande, ao falar da postura do secretário Gustavo Freire, que acumula as pastas de Receita e de Governo. Ele estranha o fato de o secretário ter ficado quieto diante da acusação de receber propina para liberar cargas da Receita Federal. Para o autor da frase, se Freire é mesmo inocente, como disse ao chefe, o prefeito Alcides Bernal (PP), a postura mais correta seria apresentar documentos e informações que provassem isso. "Infelizmente, ele preferiu ficar quieto".

Diferente
Perguntado ontem sobre o que acha da demora na nomeação do secretariado de Alcides Bernal, o governador André Puccinelli (PMDB) disse que o julgamento a respeito deve ser feito pela população. Mas lembrou que, quando assumiu, "nomeou todo mundo".

Só para elas
Na hora de contar ontem aos jornalistas sobre o seu destino nas férias, o governador André Puccinelli foi seletivo. Chamou só as jornalistas e disse que a informação era "só para mulheres".

Tio André
Minutos antes, Puccinelli exerceu seu conhecido jeito de pai mandão. Para ajudar a organizar a confusão de jornalistas querendo entrevistá-lo, pediu para um ficar aqui, outro ficar ali. "Fica atrás da baixinha aqui, você é mais alta que ela", orientou a uma das repórteres.

Não volta
Indagado sobre os servidores comissionados que foram demitidos da Secretaria de Governo, Puccinelli respondeu especificamente sobre Juvêncio César da Fonseca, seu antecessor nos dois mandatos na Prefeitura de Campo Grande. Disse que ele não vai ser recontratado.

Função 1
O governador explicou que a ex-vereadora Magali Picarelli (PMDB), nomeada para um cargo, vai atuar no atendimento às famílias beneficiadas pelo Vale Renda. "Ela conhece os bairros, vai nos ajudar nisso".

Função2
Em relação ao ex-prefeito Nelson Trad Filho, Puccinelli explicou que ele cuidará, por exemplo, das perícias de servidores em fase de aposentadoria.

Marmita boa, já!
Um funcionário que trabalhava no mutirão de limpeza da Prefeitura, ontem (14) pela manhã no Horto Florestal, fez um pedido para lá de sincero ao prefeito Alcides Bernal. Sem exigências difíceis de serem cumpridas, simplesmente pediu para Bernal melhorar a marmita oferecida. O trabalhador almoçava arroz, feijão, frango e mandioca.

Companheiros
Enquanto vistoriava a limpeza no Horto, Bernal recebeu a ligação do vereador Zeca do PT. Na frente dos jornalistas, ele conversou com o ex-governador, mas não deu muitas pistas do que se tratava. Ao desligar o celular, o prefeito garantiu que a “prosa” não tinha assunto específico.

Relacionamento
“A gente procura estar sempre junto”, resumiu Bernal sobre sua relação com os vereadores aliados, citando como exemplo Waldecy Nunes, o Chocolate, que virou uma espécie de “fiel escudeiro” do novo chefe do Executivo Municipal nas agendas públicas.