A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/11/2012 06:00

Fiscais

Jogo Aberto

Posicionamento
Líder do PMDB na Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Rocha opinou que seu partido deve ser oposição do prefeito eleito Alcides Bernal em Campo Grande. “Não oposição destrutiva, mas fiscalizar o cumprimento de promessas. Ele se elegeu com base nas promessas, como o congelamento do IPTU”.

Projeto 2014
Ao falar que deve deixar o comando do diretório do PMDB em Três Lagoas, Rocha explicou que seu plano é cuidar de pelo menos 20 municípios em que seu partido detém o comando. Tudo isso de olho na reeleição como deputado estadual na próxima eleição.

Análise
Ainda sobre a eleição estadual, o peemedebista colocou em igualdade de condições as chances de Simone Tebet e Nelsinho Trad de  serem candidatos da legenda ao Governo do Estado.

Falta muito
Questionado se sua esposa leva vantagem por não carregar o desgaste de Campo Grande, o parlamentar disse que ainda é cedo para avaliar.

Depende
“Depende se o Bernal (como prefeito) for mal, o Nelsinho se fortalece”, disse, acrescentando que o contrário também pode ocorrer e causar reflexo também na condição da candidatura de Delcídio Amaral ao Governo.

Sugestão
“Os dois juntos, então, são muito fortes”, declarou o peemedebista, numa indicação de que o partido pode apostar na união de Simone e Nelsinho em 2014, sem detalhar como seria esta aliança.

Cobrança
Os deputados do PT, Cabo Almi e Pedro Kemp, discursam ontem (20), durante a sessão da Assembleia Legislativa, para criticar a Prefeitura de Campo Grande. Eles enxergam descaso em áreas como asfaltamento, além de garantirem que existem praças abandonadas na cidade.

Cobrança 2
Os petistas cobraram que a administração execute os serviços com excelência para que o prefeito eleito, Alcides Bernal (PP), não assuma “pepinos” logo no início de mandato. “O prefeito devia resolver estas coisas e não cuidar de licitações em final de mandato”, disparou Kemp.

Réplica
O deputado Marquinhos Trad, por outro lado, retrucou. Acusou seus colegas de Casa de não fazerem críticas técnicas e apenas políticas.

Fiscalização
Diante da informação de que a Enersul estaria praticando cobranças abusivas nas contas dos consumidores, Marquinhos cobrou os órgãos fiscalizadores, como a Agepan.

Faturando?
Além disso, levantou a possibilidade de superfaturamento da concessionária, citando que a empresa compra lotes de energia por um determinado preço logo no início do ano, baseados em médias de consumos mensais. “Se para um mês houve a compra de 300 kw e o consumo foi de 200 kw, a Enersul ganha”.

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


QUERO DIZER QUE O NELSINHO SIM TEM SER NOSSO GOVERNADOR,TA PREPARADO E NÃO ESTA EM CARGOS COMO SENADOR,DEP.ESTADUAL,DEP,FEDESRAL,SIMPLISMENTE ELE É RENOVAÇÃO COM MUITA ESPERIENCIA EM SI,O DELCIDIO TEM TERMINAR SEU MANDATO E SE APOSENTAR CANÇEI DE TANTAS MENTIRAS AQUI PARA MINHA CIDADE EM CORONEL SAPUCAIA.
 
MARCOS DO NASCIMENTO GONSALVES em 21/11/2012 13:31:58
Com relação a oposição contra o novo prefeito, que tenham muito cuidado pra não ir de encontro com conjunto da população de campo grande só pro Nelsinho ser candidato ao
Governo do Estado; lembrando que o povo já não é tão tolo.
José Fagundes da Silva.
 
José Fagundes da Silva em 21/11/2012 09:00:45
Como as pessoas são mesquinhas, pequenas, ruins, ego fala mais alto, o acordo a vivência não ensinou nada a essas pessoas pobres de espiritos, que tal trabalhar em união paz e honestamente, mais isso é impossivel para algumas pessoas
 
Angelica Rodrigues em 21/11/2012 08:39:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions