A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


01/10/2014 06:00

Governo promete super show para encerrar MS Canta Brasil

Edivaldo Bitencourt

Chave de ouro – O Governo estadual prepara um super show para fechar com chave de ouro o último MS Canta Brasil. Segundo o presidente da Fundação Estadual de Cultura, Américo Calheiros, o objetivo realizar um grande show musical.

Mistério – Calheiros faz mistério sobre a atração e até sobre o dia do show de encerramento do MS Canta Brasil em novembro. Geralmente, o evento acontece no segundo domingo de cada mês. Agora, poderá ocorrer em qualquer domingo do penúltimo mês deste ano.

Pesquisas – As últimas pesquisas sobre a sucessão estadual começam a ser divulgadas hoje. O primeiro levantamento da semana deve sair hoje. O último, que deverá apontar a ocorrência ou não e quem vai para o segundo turno, sai na noite de sábado.

Greve – A greve dos bancos pode prejudicar os candidatos que deixarem para sacar o dinheiro e pagar os cabos eleitorais na última hora. Como acontece todos os anos, a adesão à paralisação cresce a partir do segundo dia. No ano passado, a greve demorou 23 dias.

Degola – Pelo menos oito deputados estaduais correm o risco de não terem êxito nas urnas neste ano em Mato Grosso do Sul. Eles estão muito atrás nas pesquisas ou vão para uma disputa voto a voto pela sobra nas coligações. A renovação pode atingir metade do legislativo estadual.

Fama – A participação no Big Brother Brasil não garante a eleição de Fael, que disputa pela primeira vez um mandato eletivo. Filho de uma vereadora em Aral Moreira, o ex-BBB está patinando nas pesquisas e corre sério risco de não ser eleito neste ano para uma das 24 vagas na Assembleia Legislativa.

Aposentadoria – O desembargador Joenildo de Souza Chaves completa 70 anos amanhã e deixa o cargo no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Hoje, a partir das 16h, ele transmite a presidência para o desembargador Carmelo Pascoal Leandro.

FeiaVereadores ficaram assustados com o relato da situação da prefeitura da Capital feito pela equipe econômica na tarde de ontem. A vereadora Carla Stephanini chegou a definir a situação do município como “pré-falimentar”.

Na boa – Na contramão das finanças municipais, Gilmar Olarte (PP) projetou, no Orçamento para 2015, investimento recorde para a Capital. Ele prevê R$ 963 milhões em obras. O montante, que depende de recursos federais, é um dos maiores investimentos na cidade em relação ao PIB (Produto Interno Bruto).

Mega – A Polícia Civil vai colocar todo o efetivo de prontidão para fiscalizar a eleição no Estado. Os cerca de 2 mil policiais civis vão estar de plantão no domingo. A ordem é pegar pesado contra a compra de votos pelos candidatos.

(colaboraram Ângela Kempfer e Filipe Prado)

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions