ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 17º

Jogo Aberto

Lentamente

Por Jogo Aberto | 06/05/2011 06:00

O deputado Lauro Davi usou a tribuna ontem para defender Osama Bin Laden. Diz que ficou perplexo com o desrespeito aos direitos humanos no caso. Segundo ele, também não precisava comemorar a execução do terrorista, nem fazer "oba oba" na imprensa.

“É evidente”. A frase, curta e simples, partiu do senador Delcídio do Amaral, para responder se tem interesse em disputar o governo do Estado em 2014. “Sou pré-candidato. Resta saber se o PT quer”, disse o petista.

Chamou atenção o motivo do adiamento do julgamento do ex-major Sérgio Carvalho: um erro na paginação do processo, que teve origem no Ministério Público com mãozinha. A falha foi utilizada pela defesa, que ganhou mais seis dias para o julgamento.

A cantora Paula Fernandes empolgou o público que compareceu ao Yotedy ontem à noite para prestigiar o lançamento da obra do shopping Bosque dos Ypês. A nova queridinha da música sertaneja cantou por 1h30, caprichou no visual, inclusive com decotes generosos, e interagiu com a plateia.

Entre os presentes no evento, lideranças políticas e empresariais. Discursaram o prefeito Nelson Trad Filho e o governador André Puccinelli que, em comum, destacaram as vantagens que o novo empreendimento trará para a cidade morena.

Antes deles, o ex-senador cearense, Tasso Jereissati, dono do grupo que constroi o novo shopping, até discursava bonito, antes de cometer uma velha gafe: trocou por duas vezes o nome de Mato Grosso do Sul pelo vizinho Mato Grosso. De tanta confiança, chegou a dizer que Mato Grosso caminhava cada vez mais pelo desenvolvimento. Ao contrário de outros locais, em que o público corrige com um sonoro “Do Sul”, no Yoted, os convidados preferiram ignorar e não se manifestaram.

Além de Jereissati, outros tucanos foram vistos no evento, como o conselheiro e ex-deputado Waldir Neves. Aliás, ele sentava na mesma mesa que o deputado Antônio Carlos Arroyo. E no descontraído bate-papo a discussão sobre a vaga para o TCE não poderia ficar de fora. Em determinado momento, Neves deixou escapar: “queremos que o Arroyo não saia tão desgastado”.

Waldir Neves até tentou se corrigir, mas a prosa reforçou a informação, antecipada pelo Campo Grande News de que a substituta de Celina Jallad no Tribunal será mesmo Marisa Serrano. Agora, o trabalho será desfazer, com elegância, as 15 assinaturas que Arroyo já teria colhido de seus colegas de Assembléia a seu favor. Tudo para evitar o desgaste.

Quem também esteve por lá foi Edil Albuquerque, um dos interessados em disputar a sucessão de Nelsinho Trad. Perguntado sobre o que era mais bonito, o show de Paula Fernandes, ou ganhar a preferência para a sucessão municipal, o vice-prefeito apenas sorriu, sem palavras.

O ex-deputado federal Dagoberto Nogueira esperou sete meses para agradecer a votação que teve nas últimas eleições. Para minimizar a derrota ao Senado, uma surpresa já que aparecia bem nas pesquisas e terminou em 4º lugar, ele usou mutas frases feitas, como estar "combatendo o bom o combate".