ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  17    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

MP pede complemento em perícia sobre Aquário do Pantanal

Por Marta Ferreira e Nyelder Rodrigues | 24/12/2020 06:00
Aquário do Pantanal, ainda inacabado, está sendo usado neste fim de ano para projeções com motivos de Natal. (Foto: Paulo Francis)
Aquário do Pantanal, ainda inacabado, está sendo usado neste fim de ano para projeções com motivos de Natal. (Foto: Paulo Francis)

Chama de novo - O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) pediu ao juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, que intime a Vinicius Coutinho Consultoria e Perícia na ação civil pública de improbidade administrativa que tramita contra o ex-deputado federal e secretário estadual de obras do Estado, Edson Giroto. A promotora questiona resultado da perícia feita no Aquário do Pantanal.

 Motivo – Na avaliação da promotoria, o material não apresenta “qualquer menção ou esclarecimento em face dos relevantes pontos destacados na análise e parecer técnico” da obra ainda inacabada. Para o MPMS, houve omissão da perícia contratada em juízo e por isso é solicitada a intimação para esclarecer quanto “aos levantamentos técnicos”.

 Faltou – Ainda segundo o pedido, diversos itens não foram abordados, ou estão “incompletos ou mesmo incongruentes”. O pedido ainda não foi analisado pelo magistrado.

Resultados – Anexado em junho ao processo, o estudo feito pela consultoria apontou, por exemplo, que o custo do Aquário do Pantanal foi 147% acima do valor dispensado por metro quadrado no AquaRio. A atração turística na “Cidade Maravilhosa” detém o título de maior empreendimento do tipo na América do Sul.

Mantidos – O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), declarou esta semana à coluna que, por ora, não está com intenção de trocar secretários para a próxima gestão. Se houver isso, diz, será plenamente discutido com os titulares das pastas.

 Não sei – Marquinhos, repetindo comportamento usual, não gosta de falar de conjecturas, desconversou sobre os comentários de que poderá convidar vereadores para integrar seu segundo mandato, o que mexe na composição da Casa em 2021. Um dos nomes citados é de João Rocha, para a Educação.

Agora não – Prestes a assumir o próximo mandato, em primeiro de janeiro, o prefeito disse que só fala de secretariado depois de estar “efetivado” na chefia do Executivo para os próximos quatro anos.

Canto do cisne - Comissão de Recesso montada para atuar durante o período de fim de ano na Câmara Municipal de Campo Grande é basicamente formada por vereadores que tentaram mas não conseguiram a reeleição este ano

Elenco - Entre os cinco vereadores que estão 'de plantão', apenas um foi reeleito: Valdir Gomes (PSD). Os demais - Wellington Oliveira (PSDB), Cazuza (PP), Jeremias Flores (Avante) e Wilson Sami (MDB) - encerram os trabalhos por aí mesmo

Também quero - Duas transferências bancárias do ex-senador Delcídio Amaral para outras pessoas caíram na 'boca do povo' e viraram motivo de muito sarro em grupo sobre política no WhatsApp. Em cada uma delas, constava o valor de R$ 10 mil.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário