A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


04/04/2017 06:00

No balanço do prefeito, bons planos, mas chuva demais

Waldemar Gonçalves

Militares no asfalto – O Comando Militar do Oeste apresentará hoje de manhã balanço das obras que faz no corredor sudoeste do transporte coletivo, em Campo Grande. Foram 50 dias de obras até agora, sendo um total de 12 quilômetros a serem recapeados e preparados para o tráfego dos ônibus em avenidas como Brilhante e Bandeirantes.

Tropa cuiabana – Neste meio tempo, um dos assuntos referentes à obra foi o fato de o Exército rejeitar alguns caminhões de massa asfáltica, considerando que o material estava com qualidade inferior aos parâmetros exigidos. A obra é supervisionada pelo 9º Batalhão de Engenharia de Construção, com sede em Cuiabá (MT).

100 dias e muita chuva – Há 93 dias na gestão de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD) comentou ontem, em breve balanço de seu trabalho, que o único pedido seria para chover menos. "Tudo que foi feito foi planejado. Se eu pudesse pedir alguma coisa nesses 63 dias úteis e quase 100 dias corridos seria a intervenção da natureza, mas Deus nunca erra. Choveu muito nesse período, o que atrapalhou um pouco", desabafou.

Sem fila – Ainda durante a agenda pública ontem de manhã, Marquinhos disse que a obra na rotatória das avenidas Mato Grosso e Nely Martins (Via Parque) vai acabar com o congestionamento no trecho, um dos mais problemáticos no trânsito da cidade. Em seguida, foi mais específico: reduzirá em 60% a espera dos motoristas.

Ponto certo – Ao relatar a importância do ponto eletrônico no controle de horário de funcionários públicos, Marquinhos Trad disse que não seria necessária a medida caso o funcionalismo tivesse por hábito cumprir sua carga horária corretamente.

Turma dos folgados – "Muitos comissionados trabalham mais que os concursados. O concursado sabe que não pode ser demitido e acaba ficando tranquilo", arrematou Marquinhos. A Prefeitura tem recomendação da Promotoria Pública e até decisão judicial a obrigando a instalar o dispositivo.

Decorando – A Câmara Municipal de Campo Grande gastou R$ 78 mil para móveis planejados. O extrato de convênio foi publicado ontem no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande).

Para todo mundo – Segundo a casa, a compra foi para atender 18 gabinetes dos 29 gabinetes, além de setores administrativos. Para o de comunicação, por exemplo, compraram dois armários pequenos.

Apoio em Dourados – Tem gente do PSB reclamando das conversas entre o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) e a prefeita de Dourados, Delia Razuk (PR), para garantir uma secretaria municipal aos democratas em troca do apoio do partido na Câmara Municipal.

Ciumeira – Isso porque quem assumiria a cadeira de um vereador do DEM seria o suplente Mauricio Lemes soares, filiado ao PSB. Só que o partido socialista não participa das conversas. "Será que o Zé Teixeira manda no PSB também?", questionou um filiado em Dourados.

(com Helio de Freitas, Leonardo Rocha, Yarima Mecchi e Richelieu de Carlo)

 

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions