A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/02/2013 06:00

O show de Luan

Em entrevista sobre a entrada de menores no show de Luan Santana, em março, o promotor da Vara da Infância e da Adolescência, Sérgio Harfouche, lembrou do incêndio que matou mais de 200 pessoas na boate Kiss, em Santa Maria no Rio Grande do Sul, para cobrar mais segurança em eventos do tipo.

Lotação máxima
Incisivo, ele disse que o Jockey Clube, onde o show do sertanejo vai ser realizado, deveria receber, no máximo, estourando, 4 mil pessoas. O local já recebeu público de 20 mil pessoas, na apresentação de David Güeta, o público foi estimado em 20 mil pessoas. No Luan, deve ser bem maior.

Inapropriado
Harfouche argumentou que o espaço, apesar de ser um pasto, uma invernada, não permite atendimento de emergência em caso de tragédia, em razão das vias de acesso, que ficam congestionadas. Para Harfouche, em caso de necessidade de saída rápida do local, uma ambulância teria muitos problemas. "O lugar é impróprio. Não está compatível com trânsito de 4, 5 mil pessoas”, justifica.

E eu?
Não bastassem as críticas ao atendimento demorado, a Central de Atendimento ao Cidadão, na rua Marechal Rondon, está gerando reclamações de quem frequenta o lugar por causa das vagas, ou melhor, da falta delas no estacionamento. Em e-mail enviado à coluna, um leitor relatou quem um dos grandes problemas é que o espaço é tomado pelos carros dos funcionários e não sobra vaga para o cidadão. Do lado de fora, é um tormento encontrar onde estacionar, lembra. 

Fica a dica
Tem integrante da assessoria de comunicação do prefeito que deveria estar preocupado em responder as demandas de informação da nova administração, mas não, está nas redes sociais trocando farpas com desafetos.

Por exemplo
Na página do prefeito tem muita demanda sem resposta. Ontem, havia desde mensagens de gente reclamando da demora por atendimento nos postos de saúde até pessoas questionando a proibição aos pipoqueiros de trabalhar na praça Ary Coelho. Nenhuma delas teve resposta. 

Contrasenso
Enquanto diretoras queridas da comunidade escolar de Ceinfs são exoneradas por “critério técnico”, como justificou o prefeito Alcides Bernal, há quem tenha sido mantida no cargo, embora responda a processo por coação moral e perseguição. O pedido de indenização por danos morais envolvendo uma diretora está em fase de produção de provas.

Problema
Depois de vistoriar a ciclovia da avenida Afonso Pena, o vereador Eduardo Romero (PTdoB), defensor do uso de bicicletas como meio de transporte, aponta falhas consideradas por ele como “técnicas e graves”. 
Falta de sincronia entre a pista da ciclovia e a de pedestre em alguns pontos e o desnível da via são os principais problemas apontados.

Onde
“No cruzamento com a Ernesto Geisel isso fica totalmente claro. A ciclovia e a faixa para cruzar a rua estão totalmente fora de alinhamento”, diz. Os declínios em alguns trechos, como no cruzamento com a rua José Antônio, são um risco para os ciclistas. “Pode quebrar a bicicleta e provocar a queda do ciclista, como já aconteceu”, completa.Outro trecho crítico apontado pelo vereador é no pontilhão da avenida Ceará, onde a pista é reduzida. “É muito estreita a pista. Se o ciclista for fazer a travessia desmontado, como é o recomendado, o guidão da bicicleta já fica na via e pode ser acertado por algum veículo”, diz.

Como resolver?
A proposta do vereador é diminuir o trecho onde a pista é reduzida, com tartarugas, para ampliar a ciclovia.Romero lembra que a ciclovia da Afonso Pena tem uma característica diferente das demais, já que é utilizada majoritariamente para lazer.

Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...



nossa esse show vai arrasar cara vai ser muito legal eu nao vou perde essa bjs eu amo luan santana demais da conta lindooooooooo te amo te amo te amo pra sempre lindooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!










 
julia leiva em 02/03/2013 13:36:49
o problema é que exigências servem prá uns, mas não se aplicam prá outros. Uma cidade igual Campo Grande não ter lugar para shows é uma piada. Cadê o pessoal do dinheiro que possui áreas no entorno da cidade. vamos investir e ficar mais ricos. A bagunça dos shows deveria responsabilizar os artistas que fazem os shows em locais impróprios ou com público acima do permitido. Daí sim, as coisas iriam andar corretas. Os artistas são os últimos a saber, pegam a grana, somem do local, e não responsáveis por nada. Então, é só responsabilizar o artista e sua produção que resolve tudo.
 
antonio de oliveira em 10/02/2013 21:06:26
Parabens a esse juiz por preocupar com a nossa cidade, enquanto tem muita gente pensando so no dinheiro, nesses show não tem espaço como o senhor disse é um pasto o povo faz a maior sujeira nos arredores o congestionamento é visivel moro aqui perto deveria o bombeiro e autoridades ver isso se tiver um acidente de grande proporçoes vai morrer muita gente não tem para onde sair.
 
joaquina alves em 09/02/2013 08:44:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions