A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/07/2016 06:00

Parceria com o Exército para asfaltar ruas fica no papel

Waldemar Gonçalves

Última forma – Sem mais explicações, o Exército cancelou entrevista coletiva que havia agendado para hoje, quando deveria falar sobre projeto de recapear o chamado corredor sudoeste do transporte coletivo de Campo Grande, resultado de uma parceria com a Prefeitura. Justificou, apenas, que não recebeu os dados esperados para divulgação. O projeto, inicialmente pensado para maio, ainda não tem previsão de sair do papel.

Reta final – Partidos políticos começam o mês de julho tentando definir as coligações em Campo Grande, para chegarem às convenções partidárias, que começam dia 20, com as chapas da vereança definidas. Algumas dúvidas ainda travam os acordos, como a resposta do ex-governador André Puccinelli (PMDB) sobre sua candidatura.

Martelo batido – Ainda ontem pela manhã, a deputada federal Tereza Cristina ainda mantinha mistério sobre o futuro de seu partido, o PSB, em Campo Grande. Não quis falar se estava fechada a aliança partidária em torno da candidatura de Rose Modesto (PSDB). À tarde, a cúpula tucana garantiu que o martelo estava batido em torno da aliança.

Em nome de Jesus – No sábado (2), o deputado estadual Marquinhos Trad que já se anunciou pré-candidato a prefeito de Campo Grande, participou de uma "roda de oração" com membros de uma igreja evangélica e ex-moradores da favela Cidade de Deus, no bairro Bom Retiro. Entre os pedidos à divina providência estava: "que Deus abençoe este homem, para que ele consiga vencer a eleição e ser nosso governante. Em nome de Jesus!".

Exame sanguíneo – Novas denúncias devem esquentar o trabalho da CPI da Vacina em Campo Grande. Na primeira reunião da semana, vereadores reclamaram que a Prefeitura não enviou dados solicitados e ainda pediu mais tempo para responder às indagações dos parlamentares. A alternativa encontrada será convocar mais servidores a depor. E se alguém quiser provar que não foi vacinado, os vereadores ressaltam que é possível "fazer um exame sanguíneo".

Fraude confirmada – A comissão do impeachment no Senado deve ouvir hoje os consultores do Senado que elaboraram a perícia sobre os atos investigados pelo Tribunal de Contas da União e Congresso no governo de Dilma Rousseff (PT). “O resultado confirma em 100% os achados do TCU. Houve fraudes fiscais, as tais pedaladas, e a edição de decretos de forma irregular, sem autorização do Congresso e sem previsão de superavit”, como conclui o senador Waldemir Moka (PMDB), membro do colegiado, em postagem no Facebook.

Hospital de Câncer – O Governo do Estado fez suspense sobre o futuro da unidade campo-grandense do Hospital de Câncer de Barretos. Depois de visitar a sede da instituição, o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), e o secretário de Saúde, Nelson Tavares, aguardam visita do diretor Rafael Haikel nos próximos dias para fechar um possível convênio. O fato é que Azambuja não quer perder de jeito nenhum os serviços oferecidos por um hospital que é referência nacional.

Salário velho – Servidores municipais acabam de receber o salário, sem nenhum reajuste. Questionada, a Prefeitura explica que não é obrigada a conceder os 9,57% propostos por emenda do Legislativo e diz que o caso já está na Justiça. De novo, culpa os parlamentares que não aprovaram os 9,57% quando era possível pelo regimento eleitoral. Quanto à defasagem, o Executivo lembra que em 2014 e 2015 não houve reajuste porque o prefeito era Gilmar Olarte (Pros).

Feliz e otimista – Depois de comemorar o apoio do PDT e do Solidariedade, anunciados no sábado, o deputado federal Geraldo Resende (PSDB) espera engrossar sua coligação na disputa à prefeitura de Dourados. A expectativa do tucano para esta semana é receber o “ok” do PSB e o Democratas. O PSDB também recebeu apoio do SD em Jardim em evento na Câmara Municipal da cidade no sábado.

Desistiu da aposentadoria – Semana passada, Marçal Filho usou o microfone de sua rádio para anunciar que deixaria de apresentar seu programa matinal para disputar uma cadeira na Câmara Municipal de Dourados, onde já exerceu mandato na década de 90. Foi o mesmo microfone que ele tinha usado, em outubro de 2014, um dia após não conseguir se reeleger para a Câmara dos Deputados, para anunciar que jamais disputaria uma eleição. Pelo visto desistiu da aposentadoria.

(com Alberto Dias, Leonardo Rocha, Luana Rodrigues e Helio de Freitas)

Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...
Partidos fazem "fila" por Takimoto
Desejado - Na mira do PDT para perder o mandato, o deputado estadual George Takimoto já tem fila de interessados em seu passe na Assembleia Legislati...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions