ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Jogo Aberto

Tereza Cristina mira Presidência do Senado

Anahi Zurutuza, Gabriela Couto e Jéssica Benitez | 07/10/2022 06:00
Ex-ministra de Agricultura Tereza Cristina durante discurso. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Ex-ministra de Agricultura Tereza Cristina durante discurso. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Senado - Com votação expressiva em Mato Grosso do Sul, a senadora eleita Tereza Cristina (PP), se tornou forte nome para tentar a Presidência do Senado, segundo informações que correm nos bastidores de Brasília. Inclusive, a também ex-ministra de Jair Bolsonaro, Damares Alves (Republicanos), já teria sinalizado que só abre mão da disputa se de fato a sul-mato-grossense se candidatar ao maior cargo da Casa de Leis.

Unanimidade – Eleita senadora neste ano, a ex-ministra da Agricultura teve maioria dos votos em todos os 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Em Paraíso das Águas, 2.506 dos 3.064 votos foram para a candidata, a maior porcentagem (81,79%) dos municípios sul-mato-grossenses. Em seguida, aparecem Iguatemi (74%) e São Gabriel do Oeste (73,15%).

Menos é mais – Por outro lado, Ladário teve menor porcentagem - 41,36% da população votou em Cristina. Em números absolutos, foram 4.280 dos 10.347 eleitores. Além disso, Corumbá teve 23.245 dos 52.629 votos, 44,17%, e Campo Grande teve 241.903 dos 526.736 votos, 45,92%, os outros dois menores índices.

Reforço – A senadora Simone Tebet (MDB), que concorreu à Presidência da República no primeiro turno, deve ajudar Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a diminuir resistência de ruralistas à campanha petista e aumentar o diálogo entre a classe e o ex-presidente durante o segundo turno.

Pegou mal – Depois de divulgar no Twitter que vai se abster de votar no 2º turno,  Soraya Thronicke está enfrentando a fúria da internet. Tanto eleitores de Lula quanto de Bolsonaro cobram que ela se posicione. Alguns chegam a chamá-la de “senadora de festa junina”, mas Soraya argumenta que “o silencio também é liberdade de expressão”.

No palanque - Capitão Contar, candidato ao governo pelo PRTB, fez da tribuna da Assembleia Legislativa palanque de sua campanha eleitoral, ontem durante a sessão. Sem apresentar provas acusou o governo de estar “obrigando” família de servidores público a mentirem a seu respeito. Não disse quais as mentiras, quem são as pessoas, que estavam coagindo-as e, tampouco, de onde são. João Henrique Catan (PL) engrossou o coro do seu candidato e disse que seus adversários fizeram campanha para “diminuir” seu partido.

Credenciais - A oposição ao candidato do PRTB reagiu. José Teixeira lembrou que o PL de Catan está coligado com o PSDB de Eduardo Riedel, candidato ao governo e José Carlos Barbosa, o “Barbosinha”, disse que Contar deu a entender que o servidor publico é “despreparado e que não sabe lidar com o processo eleitoral”. Barbosinha lembrou que a Assembleia não deve ser palco para pedir votos, mas para uso do mandato legislativo e acrescentou: o debate deve ser para mostrar quem tem mais “competência” para administrar o Estado.

Teste – O presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, anunciou que o Palácio Guaicurus ficará fechado dos dias 8 a 12 de outubro para testes do sistema Data Center que será implantando no Poder Legislativa. Para implantar novo banco de dados, será preciso desligar a energia do prédio em alguns momentos.

Antena – Ele aproveitou para avisar os deputados que ainda está pendente implantação da antena da TV da Assembleia para transmissão com o sinal aberto. “Não por culpa da Casa, mas do fornecedor. Em função de modificações do projeto houve aumento de peso da ferragem usado na antena. Possivelmente, em outubro vamos montar a torre que vai suportar a antena da Assembleia para ter o sinal aberto”.

Entrevistas e reuniões – Eduardo Riedel, candidato do PSDB ao Governo, divulgou três de seus compromissos nesta sexta-feira (6). Às 9h, ele concede entrevista à rádio CBN, à tarde grava programas eleitores e às 19h, participa do lançamento da “Frente Evangélica pró-Bolsonaro e Riedel”. Contar divulgou a agenda sem detalhes. Diz que concede entrevistas e participa de reuniões.

Nos siga no Google Notícias