A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/08/2014 06:00

Vereador deixa de ser careca e fica mais bonito sem brigas com Bernal

Edivaldo Bitencourt

Bolso – O candidato a governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), foi o quarto no País a investir mais dinheiro do próprio bolso na campanha. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, ele utilizou R$ 400 mil em recursos próprios. O que mais gastou foi Armando Monteiro (PTB), de Pernambuco, R$ 3,6 milhões.

Sertanejo – Azambuja gravou um vídeo para a campanha na TV que reúne os principais cantores sertanejos de Mato Grosso do Sul. O jingle é cantado por astros como Munhoz e Mariano, Loubet e Patrícia e Adriana.

Voluntários – O candidato tucano divulgou nota para ressaltar que a participação dos artistas no programa eleitoral é voluntária. Nenhum cantor sertanejo, conforme a assessoria, cobrou pela participação na campanha de Azambuja ao Governo.

Disfarce prático – Após ato do legislativo limitar a fixação de selos e cartazes alusivos a campanha eleitoral, a vereadora Thaís Helena (PT) recorreu ao blazer para esconder adesivo do candidato do seu partido. Ela afirmou que a finalidade foi se adaptar às novas regras.

Na cola – Pesquisas eleitorais devem constatar uma disputa acirrada pelo terceiro lugar na sucessão estadual em Mato Grosso do Sul. Outra tendência é a realização de segundo turno, o que justifica ainda mais a importância de ficar em segundo lugar.

Denúncias – O Tribunal Regional Eleitoral já recebeu 65 denúncias desde o início da campanha eleitoral. O maior número de irregularidades é no envio de mensagens eletrônicas, que só podem ser feitas com o aval do eleitor.

Multa – A Justiça Eleitoral promete aplicar multa de R$ 100 por cada mensagem enviada sem o aval do eleitor. Neste caso, a pessoa deve procurar o TRE e informar que não deseja receber nenhuma mensagem para votar em um ou outro candidato.

Preferida – Os candidatos a governador – Delcídio do Amaral, Reinaldo Azambuja e Nelson Trad Filho – priorizam Campo Grande nesta primeira fase da campanha eleitoral. A outra preferência, nesta primeira fase, é a gravação do programa eleitoral.

Exceção – Só Marco Antônio Monje (PSTU) e Evander Vendramini (PP) não estão priorizando Campo Grande. Devido a falta de recursos nesta etapa, eles só cumprem agenda, dia sim e no outro também, em Corumbá, onde residem.

Novo visual – O vereador Chocolate (PP) vive em uma ótima fase com o prefeito Gilmar Olarte. Ele participa de todos os eventos e recebe elogios públicos do chefe do Executivo. “Ele está cada vez mais bonito”, destacou Olarte, sobre o novo visual do vereador, que até deixou de ser careca após o fim das brigas com Alcides Bernal (PP).

(colaboraram Francisco Júnior, Kleber Clajus e Leonardo Rocha)

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions