ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 16º

Jogo Aberto

Vereador é o vice mais requisitado das últimas eleições

Por Gabriela Couto e Maristela Bruneto | 22/02/2024 06:00
O vereador Carlos Augusto Borges, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande (Foto: Assessoria)
O vereador Carlos Augusto Borges, presidente da Câmara Municipal de Campo Grande (Foto: Assessoria)

PSB em campo - Enquanto o presidente estadual do PSB, Paulo Duarte, está organizando o partido em todo o Estado e já definindo apoios para 2024, o presidente da Câmara Municipal, Carlos Augusto Borges, o Carlão, cogita sair do partido após 17 anos, para poder compor com a opção que achar melhor na chapa majoritária.

Cortejado - Carlão parece fortalecido como o ‘vice’ preferido de todos os pré-candidatos. O vereador quer escolher o caminho da liberdade, para trabalhar como quiser. “Se eu for vice, que seja para fazer um serviço de verdade”, justificou em entrevista a uma rádio nesta quarta-feira (21). A definição tem que sair até junho, conforme o prazo eleitoral.

Convites - A prefeita Adriane Lopes (PP) já fez o convite a ele para compor a chapa de reeleição. Mas Carlão garante que também tem sido cortejado por vários partidos e realizado reuniões. “Já falei com a Tereza Cristina (PP), com o André Puccinelli (MDB) e o Reinaldo Azambuja (PSDB). Vou conversar com a Rose Modesto (UB) até sexta-feira (23). O mais importante é ouvir os candidatos”, justificou.

Ordem de prioridade - Apesar dos convites, ele foi realista com a ordem de prioridades das legendas. “A Adriane convidou para ser o vice dela, mas tem o Bolsonaro que pode querer indicar o dele (vice), e eu fico em segundo. Mas tô melhor que com o Beto [Pereira], porque lá eu sou o terceiro da lista. Tem a Rose e o André, depois eu. Acho que com a Rose eu sou melhor, porque lá eu sou o primeiro”, brincou.

PSB e PT - Apesar do PSB ter feito uma dobradinha nacional de sucesso com a vitória na eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB), Carlão afirmou que até a pré-candidata Camila Jara (PT) tem falado o nome dele, sem ter conversado. “A Camila deu entrevista, mas não falou comigo. O mais importante é ser lembrado, mas quero ser um vice de verdade”.

Praticamente certo - O poder dado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) à senadora e ex-ministra Tereza Cristina (PP) sobre as eleições em Campo Grande é quase como uma batida de martelo sobre o nome que o PL apoiará na cidade. Tereza já disse que está com Adriane Lopes (PP).

Animada - A prefeita de Campo Grande prefere não contabilizar o apoio como 100% certo, mas já demostra animação.  “Nós estamos avançando juntas, essa articulação tem sido feita por ela, junto com o presidente estadual do PL, junto com a nacional, e eu acredito que isso será um benefício muito grande. Eu estou muito feliz com essa aliança"

Azerbaijão - O senador Nelsinho Trad (PSD) abocanhou o posto de presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Azerbaijão, criado no Senado Federal. O sul-mato-grossense afirma que a função será boa para o agronegócio aqui do Estado, porque já abriu caminho para exportações durante reunião com a embaixadora Maria Laura da Rocha.

Gentleman linha dura - O recém nomeado secretário de Governo e Gestão Estratégica, Rodrigo Perez, acompanha o governador Eduardo Riedel há anos, desde o governo Reinaldo Azambuja. Participou até da elaboração do plano de governo e demonstra ser observador da personalidade do chefe.

Régua - Segundo Perez, Riedel é um gentleman, educado, mas de pulso firme com o time. Além disso, por acompanhar tudo de perto e dominar todo o tipo de assuntos, na avaliação do comandado, Riedel “eleva a régua” do padrão, forçando a equipe a “correr atrás”.


Nos siga no Google Notícias