A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


21/03/2013 06:00

Vice aguarda audiência há 30 dias

.

Turma do mal – O prefeito Alcides Bernal (PP) anda as turras com os meios de comunicação. Ontem de manhã, ele pegou os jornais e os classificou como “turma do mal”. Xingou um periódico de mentiroso e outro de auxiliar dos “golpistas”.

Piada – Aliás, nem a equipe do prefeito agüenta mais os seus “pitis”. Durante evento do Ministério da Cultura, um assessor de comunicação riu da reação do prefeito às perguntas dos jornalistas, sobre a nota de repúdio, aumento da tarifa, etc. Bernal achou que era um jornalista e “exigiu” respeito”. Mas era um integrante da sua equipe.

Cara crachá – A relação do prefeito com os jornalistas é de desconfiança. O progressista só concede entrevista após conferir o crachá do repórter e saber a qual meio de comunicação ele pertence. Se não for para “falar bem”, o profissional é recebido “com saco de pedras”.

Verear – Rogério Magri, ministro do Trabalho do Governo Collor, caiu após se criar um novo vocabulário. Para mostrar que não seria defenestrado do cargo, ele disse que era “imexível”. Ontem, o prefeito criou um novo verbo: “verear”. Ou seja, ele pediu aos nobres parlamentares que fossem trabalhar.

Teto mínimo – A Polícia Militar se mobiliza para obter reajuste salarial de 104% em três anos. Atualmente, o salário inicial da categoria, que tem 11 mil pessoas entre ativos e inativos, é de R$ 2,2 mil. A meta é chegar a R$ 4,5 mil.

Rodada – Além da PM, o governador André Puccinelli iniciou as negociações com outras categorias. O reajuste dos salários acontece em maio. Seguindo a política atual, o aumento será de, no mínimo, 6%, que é a inflação dos últimos 12 meses. Só os professores estão fora, porque tiveram aumento em janeiro deste ano.

Chiquinho – Continua rendendo a briga entre o vereador Chiquinho Teles (PSD) e o prefeito Alcides Bernal. Em entrevista a um emissora de rádio, o prefeito insinuou que o parlamentar é “manipulado” pelo dono do Correio do Estado e presidente regional do PSD, Antônio João Hugo Rodrigues, desafeto declarado do chefe do executivo na rede social. Agora, segue a dúvida, quem manda no Chiquinho?

Vice e líder do PMDB - Com exceção do vereador Chocolate, o prefeito Alcides Bernal segue inacessível. O vice-prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), e o presidente regional do PMDB, Júnior Mochi, aguardam, há 30 dias, por uma audiência com o alcaíde. No entanto, seguem aguardando um espaço para desfrutar um "minuto do precioso tempo" do chefe do executivo municipal. 

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



O diálogo é necessário em todas as situações, mais só terá sucesso se for direcionado para o bem comum. Quando as partes entenderem que o objetivo principal é o bem da sociedade e não a obtenção do PODER, cada uma buscará desenvolver sua missão e a vida seguirá o seu percurso natural.
 
MANOEL BELO VIRAÇÃO FILHO em 21/03/2013 12:09:51
QUEM MANDA NO CHIQUINHO É A NEDINA.
 
Ademar Viera em 21/03/2013 08:10:44
Infelizmente algumas pessoas podem até ter um pontencial para gerenciar um cargo no patamar do executivo, mas precisa estar preparado. Penso que o nobre prefeito poderia estar bem melhor no cargo confiado a ele, se desse mais ênfase no diálago, na humildade, no ouvir mais...enfim que aprendesse a confiar naqueles que realmente querem contribuir para a administração, e não se esquecesse que para administrar uma capital NÃO se consegui sozinho é necessário ter time. Desejo boa sorte, pois se continuar assim...vai precisar. Bom é o que penso!
 
Marlene Ferraz em 21/03/2013 07:35:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions