ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 33º

Arquitetura

Home office nasceu a partir de escultura que custa 25 mil dólares

Obra que custa aproximadamente R$ 142 mil foi o ponto de partida para um home office no “pé da escada”

Por Thailla Torres | 23/10/2021 08:04
Obra britânica custa 25 mil dólares. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Obra britânica custa 25 mil dólares. (Foto: Denilson Machado/Casacor)

A pandemia provou de uma vez por todas, até para quem direcionava pouco o olhar para a casa, que o ambiente em que moramos é uma conexão importante no dia a dia. Esse foi o começo para o pé da escada de um casarão da década de 70 abrigar home office com elementos que vão do “moderno ao tranquilão”, como define a arquiteta Maria José Orsi, autora do projeto, em um dos 27 ambientes da Casacor MS.

Mas o ponto de partida para a concepção do projeto foi uma escultura que está no ambiente. Ela é a obra de arte mais cara dentro da mostra. Assinada por Peter Burke, um dos mais conceituados e premiados da atualidade na Inglaterra, a obra custa 25 mil dólares – aproximadamente R$ 142,5 mil – e está à venda.

A escultura “Large Head” foi produzida pelo britânico em 1993 e adquirida pelo colecionador português Helder Bettencourt, durante o “Madrid Art Fair”, em Londres. Agora, a obra exclusiva pertence ao acervo do café campo-grandense Doce Lembrança, que possuem donos enlouquecidos por obras de arte.

A forma humana é um dos principais temas dos trabalhos do artista, com obras desenvolvidas geralmente em ferro e aço, com procedimentos industriais, refletindo, muitas vezes, a relação da humanidade com a produção em massa e padronização.

Home office fica no pé da escada estreira do casarão. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Home office fica no pé da escada estreira do casarão. (Foto: Denilson Machado/Casacor)

E foi essa admiração pelas obras e o olhar sensível para arte, que fez Maria pensar em um home office “mais fora da caixa”, que conectasse quem estivesse ali não só com o trabalho, mas também com a trajetória de cada elemento dentro de projeto, como o caso da obra de traços marcantes.

“Sinto, muitas vezes, que o público está perdendo esse o vínculo com a obra de arte. Por isso, a arquitetura também existe para que possamos apresentar a arte de uma forma leve, mas sem essa de pensar somente num projeto essencial para o corriqueiro”.

Sofisticado e prático, no home office chamado “Conecta Almas”, é possível trabalhar e receber pessoas. O projeto também se desenvolve a partir da marcenaria planejada , com uma estação de trabalho, mesa de atendimento e estante que abriga livros e objetos de valor afetivo.

Outro destaque é para a escada, antes estreita, que hoje traz sensação de amplitude graças ao volume usado no pé direito com aço dourado e iluminação.

“A gente tentou dar um volume na escada, porque ela é estreita. É uma casa tão grande, mas com escada estreita. Então, se você olhar para, o lustre dá impressão que o espaço aumentou vertiginosamente”, diz.

A decoração é acrescida do olhar do fotógrafo sul-mato-grossense Higor Blanco, com quadros fine art, onde ele mostra o Pantanal numa nova configuração. “Isso deu um contraste no projeto, que traz um estilo neoclássico e é visualmente confortável”, diz a arquiteta, que há 32 anos, atua na área e busca transmitir sensações em seus projetos.

Cantinho especial do home office, também com telas que mostram o verde do Pantanal, pelo olhar de Higor Blanco. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Cantinho especial do home office, também com telas que mostram o verde do Pantanal, pelo olhar de Higor Blanco. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Lustre e obra de arte que trazem sensação de amplitude na escadaria. (Foto: Denilson Machado)
Lustre e obra de arte que trazem sensação de amplitude na escadaria. (Foto: Denilson Machado)

Sobre a visitação - A mostra está de portas abertas até o dia 14 de novembro, das 16h às 22h, de terça a sexta-feira e das 15h às 22h aos sábados, domingos e feriados.

O ingresso é R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada) e pode ser comprado pelo site (clique aqui), com opções de horários reservados para evitar aglomerações. O uso de máscara é obrigatório na entrada da mostra.

O endereço da Casacor MS é na Rua Goiás, 937 - Jardim dos Estados.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário