ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Artes

Através de canal, professora brinca com imaginação usando literatura

Carolina aproveitou isolamento para criar espaço, onde compartilha ideias e ensina escrita criativa para adultos e crianças

Por Alana Portela | 26/07/2020 08:00
A professora Carolina Sartomen segurando o livro "A Literatura em Perigo". (Foto: Arquivo pessoal)
A professora Carolina Sartomen segurando o livro "A Literatura em Perigo". (Foto: Arquivo pessoal)

Com a proposta de incentivar a leitura, Carolina Sartomen criou o canal no YouTube “Devorando Letras”, onde compartilha ideias construtivas e ensina adultos e crianças sobre o universo da literatura. O projeto é antigo, mas saiu do papel durante o isolamento para mostrar que é possível brincar com a imaginação enquanto aprende e se distrai.

“Em tempos de pandemia, esses estudos que trabalham com a história e o imaginário podem ser uma alternativa não apenas para a formação de um público leitor competente, como para a saúde mental das pessoas”, afirma.

Aos 31 anos, ela é professora e doutora em estudos literários na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e comenta sobre a ideia de apostar no universo literário. “Propus um canal pensando em promover a leitura de textos literários, em trabalhar com conhecimentos históricos e culturais da tradição e da atualidade”.

A professora relata ter percebido que é preciso disputar o imaginário do povo brasileiro em uma realidade na qual os textos literários vêm sendo censurados por leituras equivocadas. “Penso que ocupar o tempo do público com informações construtivas se faz mais necessário que nunca. Tecnologia sem instrumentalização potencializa a vulnerabilidade do público à difusão de fake news e isso vem devastando o país e distorcendo a realidade”.

Para ela, os estudos literários ajudam a compreender a nossa própria história. “Muitos elementos da atualidade podem ser melhor compreendidos quando revisitamos o nosso passado cultural”, destaca. Desta forma, “nasceu” o canal para sugerir propostas de como ocupar o tempo com ideias construtivas.

Sem sair de casa, Carolina produz os conteúdos para incentivar a leitura e ensina técnica de escrita criativa para crianças e adultos. “Além disso, propus técnicas relacionadas a como ler um poema de forma competente, evidenciando a estética e a filosofia da poesia”, diz.

Através dos vídeos, ela também propõe um debate sobre literatura e a importância da liberdade da arte na formação de um público leitor competente, para uma vida melhor para todos.

Os vídeos costumam ser postado uma vez por semana e o canal já conta com cinco publicações. A primeira postagem foi uma resenha que a professora fez sobre o livro “Relato de uma Busca”, de Bernardo Kucinski. São quase 13 minutos de histórias, onde desarquiva as memórias da ditadura militar brasileira sob a perspectiva dos sobreviventes.

“Uma obra que desafia os limites da literatura, articulando-a a um substrato intimamente relacionado a uma das passagens mais sombrias da história brasileira”, descreve no vídeo.

Além disso, a professora também fez três vídeos explicando como criar um conto de fadas criativo, para ajudar os adultos e as crianças a brincarem com a imaginação e terem ideias construtivas. “Pensei que pudesse ajudar a rotina de mães durante a quarentena com as crianças”.

“Neste caso, propus a técnica da elaboração de um conto de fadas, todos os episódios que compõem informações sobre o tema, adaptei o estudo de Vladimir Propp, escritor russo do século XIX que estudou a estrutura dos contos de fadas”.

“Alguns temas seguiram do conteúdo que lecionei para meus alunos na universidade, para ajudar a compreender melhor os textos das disciplinas. Outros escolhi de acordo com aquilo que pensei que pudesse ser útil para as pessoas”, conclui.

Os vídeos estão sendo postados no canal “Devorando Letras”, e é possível mergulhar neste universo literário através deste link.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.