A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

20/11/2017 16:36

Em novo clipe de rap indígena, Brô MC’s reforçam que futebol é invenção guarani

Música foi trilha de documentário que reforça a tese de que o esporte surgiu no Paraguai.

Ângela Kempfer
Imagem do clipe divulgado pela página Canal Guateka.Imagem do clipe divulgado pela página Canal Guateka.

O grupo de rap indígena Brô MC’s lançou nas redes sociais clipe de uma canção que mais uma vez reivindica aos guarani o título de inventores do futebol. Em “Manga Ñembosarái” (Jogo de bola com os pés), os rappers de Dourados falam da brincadeira registrada pelos jesuítas, muito antes dos ingleses “patentearem” o esporte.

A música é antiga, foi gravada em 2015 e foi trilha do documentário "Los Guaraníes Inventaron el Fútbol" (Os Guaranis Inventaram o Futebol). O longa de Marcos Ibañez reforça a teoria do sacerdote espanhol Bartomeu Meliá, um estudioso convencido de que o esporte surgiu na cidade paraguaia de San Ignacio Guazú, a mais antiga das 30 missões guaranis fundadas pelos jesuítas no Paraguai, Argentina e Brasil.

Documentos no Vaticano comprovariam a invenção do futebol pelos índios paraguaios. Por isso, uma cópia do documentário foi, inclusive, repassada ao Papa Francisco durante visita dele a Assunção, em 2015.

Na história do esporte, são muitas as teorias sobre os criadores do futebol. Os ingleses teriam apenas elaborado as regras para o jogo praticado desde a Antiguidade. Há registros da mesma prática na China e no Japão, há mais de 2 mil anos.

No clipe do grupo Brô MC’s, o jogo é na aldeia, com as mulheres também batendo um bolão. A letra reverencia Meliá e lembra do tempo de felicidade que começou a ruir com a chegada dos colonizadores. 

Os meninos de Dourados ganharam projeção nacional nos últimos anos, por denunciarem em guarani a violência contra os índios de Mato Grosso do Sul.

Veja o clipe.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.