A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

24/02/2018 09:49

"Na Campo Florido, ela floresceu cedo", diz vizinho que ajudou parto em casa

Mulher entrou em trabalho de parto logo cedo e bebê não esperou nem a chegada do Corpo de Bombeiros

Bruna Kaspary
Bebê é comparado a uma flor por ter nascido na rua Campo Florido (Foto: Marcos Ermínio)Bebê é comparado a uma flor por ter nascido na rua Campo Florido (Foto: Marcos Ermínio)

Na manhã de sol forte Ramona Gonçalves Dias dos Santos, de 50 anos, foi acordada com o bater de palmas fervoroso do vizinho, que acabou de se mudar para a casa ao lado, pedindo ajuda para sua esposa que passava mal. Nenhum dos dois sabiam, mas ela estava entrando em trabalho de parto.

"Eu acordei assustada com as palmas até, pedi para meu marido abrir a porta e quando entrei na casa deles a vi sentada e apertando a própria barriga para baixo, tentando fazer o próprio parto", recorda dona Ramona, que pela primeira vez na vida fez um parto

 

Ela nasceu pequenininha, mais ou menos desse tamanho, diz Dona Ramona (Foto: Marcos Ermínio)"Ela nasceu pequenininha, mais ou menos desse tamanho", diz Dona Ramona (Foto: Marcos Ermínio)

"O pai já ficou nervoso, eu também já comecei a me tremer, mas me segurei para poder pegar o bebê. Quando ela nasceu eu a coloquei num cobertor, era bem pequenininha, deve ter uns dois quilos, daí a pressão da mãe caiu, ela reclamou de frio e deu desmaiou depois, mas já acudi ela também".

Com lágrimas de emoção nos olhos, assim como a esposa que fez o parto da mais nova vizinha, Cosmo Vieira dos Santos, de 60 anos se arrisca a poetizar o momento vivido pela família. "Na rua Campo Florido, ela floresceu logo cedo aqui".

O mais novo botão de flor da rua aqueceu o coração dos vizinhos, que ainda não conhecem muito bem a família recém-chegada. "Ela começou a chorar quando nasceu, mas logo colocou o dedinho na boca, comecei a embalar ela, e rapidinho se acalmou", relembra com detalhes dona Ramona.

O filho do casal que ajudou no parto, Nathan dos Santos, de 20 anos, foi quem chamou o Corpo de Bombeiros para fazer o resgate da mãe e do bebê. "Quando eles chegaram já tinha dado tudo certo, o bebê já tinha nascido e a mãe já estava bem".

"Ela saiu daqui como se nada tivesse acontecido, se vestiu, saiu andando e subiu na ambulância sozinha", completa Dona Ramona.

Mãe e filha foram levadas para uma unidade de saúde para garantir que tudo estaria bem com elas (Foto: Marcos Ermínio)Mãe e filha foram levadas para uma unidade de saúde para garantir que tudo estaria bem com elas (Foto: Marcos Ermínio)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.