A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

10/03/2017 06:25

Antes de conhecer noivo, Giu encontrou em rancho americano, o cenário perfeito

Paula Maciulevicius
No campo de lavandas onde Giu visitou com os pais, fez o ensaio pré-casamento e também disse o sim. (Foto: Lusival Junior)No campo de lavandas onde Giu visitou com os pais, fez o ensaio pré-casamento e também disse o sim. (Foto: Lusival Junior)

Antes mesmo do dia 15 de janeiro de 2017 chegar, do pedido ser feito, do namoro começar, de Christian voltar aos Estados Unidos, Giuliana já tinha escolhido onde seria seu altar para o grande dia. Enfermeira e brasileira, Giu não nasceu em Campo Grande, mas tem família e viveu aqui até 2008, ano em que arrumou as malas para encontrar os pais em São Francisco e escolheu morar na América.

De sorriso angelical, a mulher que continua menina mesmo com o passar dos anos, se encantou à primeira vista com um campo de lavandas, dois anos antes de ser apresentada ao amor de sua vida. Era um Festival da Lavanda, em um resort de Cherry Valley, perto das montanhas, na Califórnia.

"É como um rancho entre montanhas, eles são famosos pelos campos de lavanda e também pelas oliveiras. Fui com meus pais no festival, eu não estava namorando ainda, mas aquele lugar era tão lindo que eu conseguia imaginar eu casando ali, no meio das arvores com o fundo das montanhas", descreve Giuliana Coletti, de 28 anos. O local fica hoje a 30 minutos de distância de onde Giuliana mora, em Redlands, na Califórnia.

Ela e Christian se conheceram na saída de um culto. (Foto: Lusival Junior)Ela e Christian se conheceram na saída de um culto. (Foto: Lusival Junior)
Como sonhou, enfermeira brasileira disse sim ao analista americano em janeiro. (Foto: Lusival Junior)Como sonhou, enfermeira brasileira disse sim ao analista americano em janeiro. (Foto: Lusival Junior)
Cenário de fotos parece ter saído de um enredo de filme americano. (Foto: Lusival Junior)Cenário de fotos parece ter saído de um enredo de filme americano. (Foto: Lusival Junior)
À época da cerimônia, região de montanhas tinha neve. (Foto: Lusival Junior)À época da cerimônia, região de montanhas tinha neve. (Foto: Lusival Junior)
Ensaio pós-casamento também foi feito entre árvores e montanhas. (Foto: Lusival Junior)Ensaio pós-casamento também foi feito entre árvores e montanhas. (Foto: Lusival Junior)

Americano, Christian, o noivo voltou aos Estados Unidos em dezembro de 2014, depois de quatro meses em uma viagem pelo mundo. E logo no primeiro final de semana em casa, eles se conheceram. "Tinha acabado o culto e todos os jovens geralmente ficam conversando fora da igreja. Amigas minhas conheciam ele e nos apresentaram", conta Giu. 

Como ela é apaixonada por viagens, tratou de puxar assunto acerca dos países por ele visitados, mas sem nenhum interesse por trás, além das histórias. "E ele me pediu em namoro no primeiro encontro, duas semanas depois da gente ter se conhecido", brinca ela. 

O tempo e a afinidade dos dois mostrou que Christian era o cara que a esperaria no altar, no cenário sonhado naquela viagem. E bonitinho mesmo foi o pedido de casamento que o analista financeiro tentou fazer em português. 

Num final de semana prolongado, quando eles iriam passar uns dias na casa dos pais dela, Christian perguntou se ela não gostaria de ir até o seu parque preferido, o Yosemite National Park, para uma trilha, como era caminho da viagem, Giuliana aceitou.

"Todas as cachoeiras do parque estavam bem cheias, porque a neve estava derretendo, então enquanto a gente subia na trilha, via as cachoeiras de cima", descreve. Em determinado ponto, onde só tinha neve, o casal resolveu parar e se alimentar. Ali, ela percebeu que ele estava nervoso.

"Ele ficou de joelho e disse que não conseguia imaginar outra pessoa para passar o resto da vida fazendo aventuras como essa e me pediu em casamento. Só que ele colocou no Google como falar: "will you marry me", e na hora de pedir ele disse "você quer caçar comigo?", reproduz a enfermeira.

Giuliana tentou segurar o riso, mas a falha deixou o pedido ainda mais belo e sincero. "Até ele riu quando eu traduzi", completa.

Foram 11 meses de preparativos para o casamento que teve parentes brasileiros, entre tios e a irmã de Giuliana. Na hora de decidir o local, foi Marta, a mãe dela que se recordou do sonho da filha. "Ela falou: 'lembra daquele lugar de lavandas'? Levei o noivo lá e ele amou", conta. 

O pedido de noivado foi engraçado, quando Christian tentou falar português. (Foto: Lusival Junior)O pedido de noivado foi "engraçado", quando Christian tentou falar português. (Foto: Lusival Junior)
Juntos, casal ainda tem muita sombra para compartilhar.Juntos, casal ainda tem muita sombra para compartilhar.
E muito sol para se iluminar. (Fotos: Lusival Junior)E muito sol para se iluminar. (Fotos: Lusival Junior)
Ensaio foi feito bem antes do casamento, quando fotógrafo daqui esteve nos Estados Unidos. (Foto: Lusival Junior)Ensaio foi feito bem antes do casamento, quando fotógrafo daqui esteve nos Estados Unidos. (Foto: Lusival Junior)

Por coincidência, o fotógrafo do casal, campo-grandense Lusival Junior, estava nos Estados Unidos bem antes do casamento e conseguiu pegar o rancho com os campos de lavanda. O mesmo não foi possível na data do sim.

Na sessão pré-casamento, o aroma quase pode ser sentido através das imagens, assim como a felicidade de Giu. Em janeiro, já nevava nas montanhas, como as fotos mostram de fundo. E olhá-las agora só mostram à brasileira que deu certo a vida lá fora.

"Foi um casamento de inverno no meio da natureza. Eu queria estar no meio das árvores, com um por do sol lindo. Lembro de pensar que seria um sonho casar naquele lugar, mas nunca pensei que eu realmente me casaria lá. O Christian é o único homem que eu tinha certeza de que não me cansaria de ter ao meu lado todos os dias para o resto da minha vida. Ele tem um senso de humor e aventura que não me deixa ficar entediada e sinceramente, nunca tive ninguém na minha vida que me ama tanto quanto ele", se declara. 

Curta o Lado B no Facebook

Eu queria estar no meio das árvores, com um por do sol lindo, descreve Giu. (Foto: Lusival Junior)"Eu queria estar no meio das árvores, com um por do sol lindo", descreve Giu. (Foto: Lusival Junior)
Casal compartilha o gosto pela aventura e uma vida que não caia na rotina. (Foto: Lusival Junior)Casal compartilha o gosto pela aventura e uma vida que não caia na rotina. (Foto: Lusival Junior)
(Foto: Lusival Junior)(Foto: Lusival Junior)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.