A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

09/05/2017 06:40

Carinho de mãe passa de geração em geração em escolinha da Capital

Informe Publicitário
Escola foi aberta há 27 anos e tornou-se solução para os pais deixarem os filhos pequenos (Foto: Marcos Ermínio)Escola foi aberta há 27 anos e tornou-se solução para os pais deixarem os filhos pequenos (Foto: Marcos Ermínio)

O carinho, a atenção e o cuidado com as crianças são passados de geração em geração na escola Sossego da Mamãe. Há 27 anos à frente do local, Lídia Paniagua, 65 anos, tem cuidado dos alunos com o mesmo carinho e dedicação empenhados na educação da própria filha, Ana Paula Paniagua, 27 anos, que hoje a ajuda a gerenciar o negócio.

“Abrimos pela necessidade de deixar a minha própria filha. Na época eu era funcionária pública, trabalhava no departamento financeiro do governo estadual. Depois de 15 dias da inauguração, já tínhamos 60 crianças”, lembra Lídia.

Hoje Ana Paula é o “braço direito” da mãe. Formada inicialmente em biologia, não conseguiu ficar muito tempo afastada da verdadeira vocação que herdou da mãe e está terminando o curso de pedagogia. “Para mim é muito bom, tanto por saber que a minha mãe começou tudo isso”, afirma.

Escola recebe alunos a partir dos 4 meses (Foto: Marcos Ermínio)Escola recebe alunos a partir dos 4 meses (Foto: Marcos Ermínio)

A Sossego da Mamãe recebe meninos e meninas a partir dos 4 meses. É a solução perfeita para os pais que trabalham e querem deixar os filhos em boas mãos. “Aqui a parte comercial é diferente. Criamos um vínculo total com as crianças”.

Lídia conhece cada um de seus alunos pelo nome e sabe dos gostos de cada um. Muitas vezes ela mesma vai para a cozinha preparar as refeições que são servidas em vários horários do dia e estão inclusas na mensalidade. Além disso, ela não tira férias. O estabelecimento só fecha para um pequeno recesso nas festas de fim de ano. Fora isso, está aberta de janeiro a janeiro.

A dona da escolinha não pensa em se aposentar tão cedo, tamanho é o carinho com os pequenos. “Enquanto Deus me der fôlego, estarei aqui”.

Os pais fazem questão de atestar a qualidade da Sossego da Mamãe. A empresária Patrícia Maluf, 39 anos, deixou a filha aos cuidados de Lídia no estabelecimento até o ensino infantil. Hoje, Nathalia Riquelme, 18 anos, que cresceu nos corredores da escola, já está entrando na faculdade.

“É legal ver onde eu comecei e ver que a escola ainda está aqui. É como fazer um retorno à infância”, diz a ex-aluna ao visitar a escolinha. A maior e melhor lembrança dela são as refeições preparadas por Lígia, que marcaram a memória. “Principalmente macarrão com creme de leite”.

A bióloga Atenisi Pulcherio, 45 anos, tem as duas filhas matriculadas na Sossego da Mamãe. A pequena Corina, de 2 anos, e a Celina, de 5 anos.

Atenisi com as filhas Celina e Corina: não deixo minhas filhas em outro lugar (Foto: Marcos Ermínio)Atenisi com as filhas Celina e Corina: "não deixo minhas filhas em outro lugar (Foto: Marcos Ermínio)
Nathália (esquerda) e a mãe Patrícia voltam à escolinha onde a menina cresceu (Foto: Marcos Ermínio)Nathália (esquerda) e a mãe Patrícia voltam à escolinha onde a menina cresceu (Foto: Marcos Ermínio)

“Você vai vendo que seu filho não é mais uma criança qualquer, eles tratam cada um dos alunos individualmente. Quando você vê, seu filho está correndo para os braços da 'tia Lídia'”, conta a bióloga.

Os cuidados vão muito além do horário de aula. “Aqui é uma extensão da minha casa e eu não deixo as minhas filhas em outro lugar. Quando eu viajo, é com ela que eu deixo”, afirma.

A escola abre às 6h45 e fecha às 18h20 para atender aos horários de trabalho dos pais. Na mensalidade, além das refeições, também estão incluídas aulas de ballet, inglês, musicalização e, em breve, futebol.

O estabelecimento fica na Rua Abrão Julio Rahe, 545, no Centro. Mais informações pelo telefone 3384-7909. No Facebook da escola (Cei Sossego da Mamãe) é possível conferir mais fotos do local.

Lídia e a filha Ana Paula, seu braço direito (Foto: Marcos Ermínio)Lídia e a filha Ana Paula, seu braço direito (Foto: Marcos Ermínio)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.