ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 15º

Comportamento

Covid leva Maria, uma das festeiras mais antigas do Banho de São João

Maria Paula faz parte do grupo de festeiros oficiais no tradicional Banho de São João, em Corumbá

Por Thailla Torres | 16/03/2021 08:15
Maria Paula, em uma das últimas celebrações ao santo São João (Foto: Arquivo Pessoal)
Maria Paula, em uma das últimas celebrações ao santo São João (Foto: Arquivo Pessoal)

A agente saúde aposentada e uma das festeiras de São João mais antigas, Maria Paula da Silva, faleceu na madrugada desta terça-feira (16), em Corumbá, a 428 quilômetros de Campo Grande.

Aos 85 anos, ela foi internada nos últimos dias com diagnóstico de covid-19, no hospital da cidade. Nos últimos seis meses, teve um quadro de saúde agravado pelos 2 AVCs (acidente vascular cerebral). “Ela estava acamada, mas muito bem cuidada. Só que infelizmente teve covid”, explicou o filho Jefferson Paulo da Silva.

“Mulher sorridente” e “de fé inabalável”, em Corumbá, dona Maria Paula nutria nos últimos meses a esperança de poder celebrar novamente o banho de São João, que no último foi cancelado e teve comemoração só entre ela e poucas pessoas da família. “Ela estava muito esperançosa de que iria comemorar novamente a festa centenária, de que iria enfeitar tudo”, conta o filho.

Jefferson acredita que a mãe era uma das mais antigas em atividade pelo santo. Maria era conhecida por celebrar e até pintar a casa para receber os convidados na tradicional festa.

A devoção da família começou pela avó e nos últimos 100 anos, filhos e netos foram criando seus ritos, antes e durante as celebrações.

Maria sempre integrou o grupo de “festeiros” oficiais da maior festa junina do Estado e abria sua casa como parte da programação do "Banho de São João" em Corumbá, que tradicionalmente é realizada em junho.

A programação em sua casa tinha missa, café da manhã e cortejo para levar a imagem do santo até o Rio Paraguai, no Porto Geral, para banhá-lo nas águas do rio. Ritual comum entre os festeiros.

Jefferson diz que, certamente, os filhos vão dar continuidade às tradições assim que a pandemia tiver fim. “Essa festa era muito importante para nossa mãe. Ainda não conversamos, mas com certeza alguns da família vão continuar por ela”, afirma.

Maria deixou 7 filhos e 20 netos.
Sem velório, o sepultamento ocorrerá ainda na manhã de hoje.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.<

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário