A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

30/04/2019 08:42

De “uniforme” há 26 anos, Palmeiras virou identidade de Neto, famoso no Caiçara

Além de conhecido na região, o torcedor faz vários favores aos vizinhos de rua

Danielle Valentim
Da carteira ao boné, seu Neto anda uniformizado e é reconhecido pela vestimenta. (Foto: Paulo Francis)Da carteira ao boné, seu Neto anda uniformizado e é reconhecido pela vestimenta. (Foto: Paulo Francis)

Quando o torcedor é fanático fica difícil prever o que ele é capaz de fazer. No Bairro Caiçara, o morador José Ferreira Neto, de 57 anos, mais conhecido como seu Neto, é famoso pelo verde dos pés a cabeça. Há 26 anos, ele não troca o uniforme palmeirense por se sentir envergonhado em trair seu time do coração.

Seu Neto roda tanto pelo bairro que a reportagem foi mais de uma vez em sua casa e só o encontrou em um ponto de garapa da região.

Ao Lado B, contou que a paixão pelo time começou aos 15 anos, mesma época em que chegou a Campo Grande vindo de Tuntum, no Maranhão. “Quando cheguei aqui sofri e tremia com o frio que fazia em Mato Grosso do Sul, mas agora já acostumei. O Palmeiras apareceu para mim da relação com a natureza, da minha paixão pelo verde”, conta.

Da carteira ao boné, seu Neto anda uniformizado e é reconhecido pela vestimenta. “Eu tenho vergonha de usar outra camiseta. Se não for do Palmeiras eu passo. Já teve gente que quando eu saí sem boné não me reconheceu. Imagina se eu sair sem a camiseta? O povo também me chama de Zé goleiro do Tarumã, meu dedo mínimo é torto com um bicuda que eu defendi no gol”, lembra.

Sem boné já não me reconheceram, Imagina se eu sair sem a camiseta?, questionou. (Foto: Paulo Francis)"Sem boné já não me reconheceram, Imagina se eu sair sem a camiseta?", questionou. (Foto: Paulo Francis)

A paixão é tão grande que Neto adivinhou a vitória do time na disputa pelo Brasileirão do último domingo. “Ontem lá em casa eu achei dois palitos grandes e cheguei para o meu amigo dizendo que os dois grandes representavam quatro gols. Foi dito e feito, meu Palmeiras ganhou de goleada”, comemora.

Mas engana-se quem acha que e só tem uma camiseta. Seu Neto tem outras 28 iguais e ainda revelou previsão para 2019. “As pessoas me presenteiam muito. E eu tenho uma especial branca e verde que ganhei da minha irmã, que ela vai ser vestida com o título da Libertadores de 2019”, prevê.

Seu Neto não liga com piadas sobre o time não ter mundial e leva uma vida feliz e prestativa. Além de ser conhecido faz vários favores na rua onde mora. “O pessoal me dá dinheiro para depositar, me mandam fazer um jogo, me mandam no mercado. Tomo meus remédio, mas sou consciente. Tem torcedor de clube que o time perde e ele se esconde. Eu não, eu vivo o Palmeiras e entrego todos os meus dias nas mãos do pai”, pontua.

Curta o Lado B, no Facebook e no Instagram.




imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.