ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 29º

Comportamento

Desafio faz aluno resgatar colega e ajudar a passar de ano

Por Thailla Torres | 09/10/2020 06:55
Cena de aluna com professor no filme O Orgulho.
Cena de aluna com professor no filme O Orgulho.

“Amigos aparecem quando a gente mais precisa e ficam quando todo mundo foi embora”.

É com essa mensagem que a Escola Estadual Dolor Ferreira de Andrade, no Bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, tem chamado atenção de alunos para os últimos momentos de entregas de atividades.

Num contexto atípico, onde professores tiveram de se reinventar para continuar ensinando em 2020, diante de uma pandemia que assombrou e ainda assombra o mundo, o maior desafio é ter todos os alunos junto da escola, mesmo à distância.

Por isso, o diretor da escola Sergio dos Santos Lima Junior, publicou nas redes sociais do colégio uma mensagem simples incentivando os amigos a buscarem outros colegas para colocarem as atividades em ordem, já que a reprovação ainda é uma possibilidade na ausência das tarefas.

“O ano escolar de vocês não está perdido, mesmo aquele que ainda não fez as atividades pode procurar a escola para iniciar e colocar tudo em dia. Vamos a luta moçada. Esse vírus não pode nos parar”, diz a mensagem.

O desafio chama “Resgate um colega” e a regra simples é um aluno entrar em contato com outro colega que está fazendo as atividades e fazer o colega procurar a escola pelo telefone ou pessoalmente. Depois basta ele citar quem o resgatou e realizar as atividades.

A gincana de boa vontade tem como maior recompensa, segundo o diretor, a presença do aluno na escola. “Estamos vivendo um momento muito difícil, mas a educação continua e todos os nossos alunos são importantes. sem exceções. Queremos todos juntos da escola”.

São diversos os fatores que levaram alguns alunos a se afastarem e deixarem de entregar as atividades, porém, o diretor diz que não há tempo para desistência. “Não vamos desistir de nenhum de nossos alunos. Já fizemos tudo como mandam os protocolos, fizemos atas, ligamos para os alunos e até enviamos cartas.”

Sem mencionar quantos alunos, o diretor diz que a postagem nas redes sociais tem sido positiva e feito alguns estudantes entrarem em contato com a escola. “Eles estão aparecendo e isso é muito importante. Ficamos muito felizes com a resposta positiva deles”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias