A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

08/12/2017 08:08

Há 10 anos, foto dos netos com Papai Noel é tradição na casa de dona Maria

Retrospectiva de uma vida é feita com as imagens, sempre produzidas em dezembro

Thailla Torres
No ano passado, foto com o Papai Noel rendeu pose inusitada e o bom velhinho entrou na onda da criançada. (Foto: Arquivo Pessoal)No ano passado, foto com o Papai Noel rendeu pose inusitada e o bom velhinho entrou na onda da criançada. (Foto: Arquivo Pessoal)

São 70 anos de idade e um ritual que começou em 2007, capaz de fazer a família ficar encantada. Todo anos, a aposentada Maria Ione Vitório Berguela vai com os netos até o shopping fazer o retrato com o Papai Noel, o que já virou um clássico familiar. O Lado B mostra essa retrospectiva para incentivar outras pessoas a enviarem fotos para recolher retratos do tipo "antes e depois". Quem tem esse histórico de Natal, pode mandar para a gente pelo Facebook!

Faço do Natal um momento de alegria para a nossa família. (Foto: André Bittar)"Faço do Natal um momento de alegria para a nossa família". (Foto: André Bittar)

Na casa de Maria Ione, o capricho com as fotografias sugere que o Natal é mais do que uma festa de compras. "As coisas mudam muito rápido, não é? E o que a gente pode fazer para manter as tradições deve ser feito. Faço do Natal um momento de alegria para a nossa família", justifica.

A decisão de fazer o retrato veio com os 3 primeiras netas em 2007. "Eram três meninas que sempre amaram o Natal e eu lembrei muito dos meus pais. Do tempo que a gente colocava botinhas na posta da casa para o Papai Noel deixar o nosso presente. Hoje é a foto nossa maior lembrança", recorda. 

Assim que dezembro começa, Maria e os netos Caio, Brenda, Maria Fernanda, Isadora e Amanda dão início a jornada a programação de irem ao Shopping Campo Grande juntos. "A cada ano vem ficando mais difícil, porque antes eram todos crianças, bastava eu buscar na casa dos pais e levar para o shopping. Hoje cada um tem um compromisso".

A neta mais velha já está com 17 anos, no entanto, prometeu continuar fazendo o retrato para não perder a magia do Natal. "Sabe como é, tem adolescente que não acredita mais no Papai Noel, mas ele brinco com eles dizendo que vão fazer essa foto comigo até eu morrer. Então tem muito tempo pela frente".

Um dos xodós é a foto de 2008. Nela, o quarto neto está no colo de uma das meninas, ainda recém nascido.  Em seguida, mais uma neta no colo aparece bebê em um dos retratos e, Maria, se emociona ao lembrar de todo mundo pequeno. "A gente fica babando, acompanhando a transformação deles e vendo como o tempo passa rápido. Dá uma vontade de que eles fiquem pequeninhos por mais tempo", diz.

E Maria não cansa de olhar, todos os dias, cada retrato. (Foto: André Bittar)E Maria não cansa de olhar, todos os dias, cada retrato. (Foto: André Bittar)
Esse foi o primeiro registro, em 2007, com as três netas. (Foto: Arquivo Pessoal)Esse foi o primeiro registro, em 2007, com as três netas. (Foto: Arquivo Pessoal)
O retrato de 2017 está completo, com 5 netos. (Foto: Arquivo Pessoal)O retrato de 2017 está completo, com 5 netos. (Foto: Arquivo Pessoal)

E como criança e adolescente tem modinhas que nem sempre os adultos sabem da onde surgiram, no ano passado a foto com o Papai Noel rendeu pose inusitada e bom velhinho entrou na onda da criançada. "Eles quiseram fazer uma coisa diferente e acabaram brincando na hora do foto. Tanto que o Papai Noel foi super simpático e levantou na hora. Ele tem mesmo jeito com a criançada".

E a cada ano, reencontros e à força do espírito natalino, é o que faz parte do sentimento de Maria. "Eu sei que eles adoram porque a gente se encontra, tira a fotografia, passeia e depois vamos jantar todos os juntos. Mas eu amo, fico feliz, emocionada e agradecendo o privilégio de tê-los comigo".

O dilema da distância, um cenário que ainda é bem comum no cotidiano familiar nos dias atuais, é o que motiva Maria a lutar pela alegria do reencontro. "Infelizmente a gente vê famílias e relações que estão se desfazendo, se perdendo com o tempo por falta de diálogo e amor ao próximo. Mas eu acredito que o Natal venha pra renovar essa esperança e esse amor. Por isso sempre peço outras famílias tenha o mesmo prazer. Porque mais do que presente, o Natal é isso, um momento de renovação e nascimento do amor", descreve dona Maria.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.




imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.