ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  13    CAMPO GRANDE 17º

Comportamento

Jorge reagiu ao ganhar parabéns e bolo do Palmeiras pela janela da UTI

Família de Jorge encontrou jeitinho de não deixar o aniversário de 85 anos dele passar batido

Por Bárbara Cavalcanti | 06/06/2021 07:59
Bolo de aniversário para Jorge foi temático do Palmeiras, o time do coração. (Foto: Capelão Reis)
Bolo de aniversário para Jorge foi temático do Palmeiras, o time do coração. (Foto: Capelão Reis)

O aniversário de 85 anos do paciente Jorge Caetano de Melo foi comemorado com os familiares olhando pela janela do CTI (Centro de Tratamento Intensivo) do Hospital Universitário. A iniciativa partiu da equipe do hospital e Jorge até chegou a reagir.

“Ele abriu os olhos e até chegou de tentar conversar”, detalha a filha, a funcionária pública Celia Regina Camargo de Melo. Mas infelizmente, dado à idade, à saúde frágil e às sequelas deixadas pela covid, Jorge continua sem acordar.

Ele é mais uma das 1330 pessoas hospitalizadas por covid em Mato Grosso do Sul, de acordo com o último boletim. Jorge foi internado no dia 1º de de maio em uma Unidade de Pronto Atendimento, e dias depois transferido para o Hospital, já intubado.

“Meu pai sofreu um acidente há alguns anos, um acidente bem grave em Fátima do Sul. Por causa disso, ele, que era uma pessoa bem ativa, ficou com algumas sequelas que o deixaram bem debilitado e assim ele veio para Campo Grande para ser cuidado por nós”, detalha Celia.

Ainda de acordo com a funcionária pública, os médicos de início não queriam hospitalizá-lo com medo da infecção acontecer no hospital, até que veio o resultado positivo.

A festinha de aniversário veio por iniciativa de um projeto realizado pelo Hospital para atendimento mais humanizado chamado Visita Ampliada. De acordo com Capelão dos Reis, que integra parte da equipe multidisciplinar, todos os dias às 15h30, as famílias podem olhar seus pacientes pela janela e fazer vídeo chamadas. “Quando fiquei sabendo do aniversário dele, sugeri à família e eles tomaram. Foi um momento muito bonito e agradável”, detalha.

Família comemorando pela janela no Hospital Universitário. (Foto: Capelão Reis)
Família comemorando pela janela no Hospital Universitário. (Foto: Capelão Reis)

O bolo escolhido foi do Palmeiras. “Ele é palmeirense roxo”, comenta Celia. “Foi uma iniciativa muito bacana do hospital, o atendimento dos profissionais ali é muito bom. O bolo inclusive ficou para os profissionais de saúde”, elogia. Agora, Jorge já não está mais com covid, mas infelizmente está desacordado.

“Ele foi transferido para o Hospital do Câncer, para abrir o leito de CTI para pacientes da covid, já que agora está com falta de leitos. Nós optamos por não ter cuidados paliativos, então tem dias que ele melhora, outros não. Por enquanto, só nos resta aguardar”, detalha.

Jorge foi vacinado com as duas doses da Coronavac. Celia é funcionária pública na área da saúde, e há também duas netas de Jorge que também estão na linha de frente. Para a família, essa situação é um apelo para que as pessoas acreditem na ciência.

“No caso dele, foram vários agravantes, a idade, a saúde frágil e agora as sequelas da Covid. Mas aqui em casa ressaltamos que é necessário acreditar na ciência, tem que vacinar, só assim conseguiremos sair dessa”, expressa.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias