A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

12/07/2017 06:20

No time do Uber, Verônica ensina como ser motorista nota máxima em Campo Grande

A motorista recebeu 994 avaliações 5 estrelas e tem 99% de aceitação

Eduardo Fregatto
Demos um volta no Uber da motorista para descobrir seus segredos do sucesso. (Fotos: Alcides Neto)Demos um volta no Uber da motorista para descobrir seus segredos do sucesso. (Fotos: Alcides Neto)

Há cinco meses, a ex-dona de casa Verônica Gudi, de 48 anos, largou os afazeres domésticos para se tornar uma das motoristas de Uber mais bem avaliadas de Campo Grande. Na última quinta-feira, no UberFest da Capital, ela recebeu um troféu e um jantar de R$ 200 como prêmio.

Sua avaliação no aplicativo é invejável: em 2.000 viagens e 11 mil quilômetros rodados, a motorista recebeu 994 avaliações 5 estrelas, tem 99% de aceitação e sua nota atual é 4,87, sendo 5 a nota máxima. "Já cheguei a ficar com nota 5 por um bom tempo", conta, orgulhosa.

O Lado B deu uma volta com a Uber exemplar para descobrir os segredos que tornam um motorista do Uber tão bem avaliado, e também para saber quais são os tipos de clientes que levam nota baixa no aplicativo.

Marcamos às 16h e Verônica chegou pontualmente no horário combinado. Logo de início, descobrimos mais um dos motivos dos elogios: o carro, um Ford Ka sedan ano 2016/17, é extremamente cheiroso. Tem aroma de carro novo e flores. O veículo todo, aliás, é impecável, extremamente limpo e organizado. Até as balas - são três tipos diferentes: de menta, paçoca e iogurte -, são separadinhas por sabor, disponíveis aos passageiros.

Ela dirige o carro da família e teve que convencer o marido de que seria capaz de se tornar uma Uber.Ela dirige o carro da família e teve que convencer o marido de que seria capaz de se tornar uma Uber.

"Eu lavo ele todo dia, por dentro e por fora", ensina a motorista. Ela conta que recebe todos os passageiros com comprimentos. Pergunta se querem colocar alguma música e conversa bastante. "Só se a pessoa não gostar de conversar, eu percebo, aí fico quieta. Tem gente que não gosta, né?".

No trânsito, é calma e muito prudente. "Não faço essas loucuras que a gente vê por aí". Todas as características parecem agradar os passageiros, que enviam mensagens na página de Verônica cheia de elogios e até emojis de coração. "Ela é uma fofa, muito simpática e ótima motorista", diz uma das recomendações. As outras seguem o mesmo tom.

A página oficial do Uber ensina como ser um motorista exemplar. Entre as dicas, estão recomendações como "Ofereça água, bala ou outras opções que quiser", "pergunte se a temperatura está agradável" e "abra a porta ao final da viagem e ajude com compras, sacolas, etc".

Para Verônica, é tudo questão de ser educação e respeitar o próximo. "Os únicos problemas que tive foram com gente que não respeita o ser humano", conta. Ela lembra de uma passageira que se recusou a pagar a corrida, pois achou o preço alto. Outra foi rude e passou a viagem inteira olhando feio. "Ela ficou brava porque passei com o carro na frente dela antes de pegá-la. Expliquei que estava deixando outro passageiro na mesma rua. Ela foi muito rude".

Ela sempre sonhou em ser motorista.Ela sempre sonhou em ser motorista.

São em casos assim que Verônica diz que acaba dando nota 1 para os passageiros. "Mas são histórias isoladas", garante. Basta ser educado para receber uma nota 5 da motorista.

Sonho antigo - Verônica relata que sonhava em ser motorista. Se apaixonou pelo volante na rotina de levar e buscar o marido e os filhos de seus compromissos. Tirou carteira D e sonhava em trabalhar dirigindo. "Mas era muito difícil, por eu ser mulher e não ter experiência, nunca me chamavam".

Foi uma das filhas que falou do Uber e Verônica finalmente conseguiu realizar o sonho. "No começo, eu sofri pra entender o aplicativo. Na primeira viagem, cometi um furo. Aceitei a passageira, mas apertei para 'iniciar' a corrida, e acabei indo pro destino final sem ter embarcado a mulher", conta, hoje rindo da situação. "Tive que pagar do meu bolso. Depois fui pegando o jeito e aprendi. Foi só dessa vez".

Hoje em dia, ela garante que não comete mais erros, e sua nota no aplicativo é prova disso. A família toda se orgulha e o trabalho também está ajudando na renda familiar.

"Eu fico muito feliz com esse reconhecimento das pessoas. Não esperava tanto", diz, ao mostrar sua página de avaliações cheio dos comentários positivos.

Outros motoristas de Campo Grande também foram premiados na semana passada, mas por "questões de sigilo" a Uber não informa quantos motoristas com avaliações superpositivas trabalham na cidade atualmente.

Curta o Lado B no Facebook.

Verônica é muito prudente e calma no trânsito.Verônica é muito prudente e calma no trânsito.


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.