A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

23/10/2018 08:15

Nos milhares de livros lidos, Aguinaldo continua vivo em biblioteca

A biblioteca é pioneira nos conhecimentos de esoterismo, com volumes que vão desde religiões como o hinduísmo, o budismo e jainismo, até bruxaria, catolicismo

Thaís Pimenta
Hilda foi quem preparou cada cantinho da biblioteca em homenagem ao esposo, Aguinaldo Pereira. (foto: Thaís Pimenta)Hilda foi quem preparou cada cantinho da biblioteca em homenagem ao esposo, Aguinaldo Pereira. (foto: Thaís Pimenta)

Ele foi um homem de apenas dois amores: os livros e a esposa e companheira de viagens intelectuais, Hilda Alexandria Pereira. Os dois geminianos, se conhecerem aos 40 anos e se mantiveram juntos, casados, também por 40 anos, até que um câncer fulminante fez Hilda de despedir do grande amor da vida, o professor e ex militar Aguinaldo Pereira. 

O que fica desta história, além do amor no coração da viúva, que diz ter escolhido Aguinaldo para a eternidade e não só "até que a morte os separasse", é a biblioteca Aguinaldo Pereira, que será inaugurada hoje na Sociedade Brasileira de Eubiose em Campo Grande, com cerca de 1800 volumes só vindos do acervo pessoal dele.

"Ele era um homem que amava viajar intelectualmente. Nós nos mudamos para Campo Grande na nossa aposentadoria em busca de uma cidade mais tranquila já que antes moramos em São Paulo. Mas viajamos muito pouco, digo, para outros lugares, fomos só para o Paraguai", lembra ela.

Placa tem poesia e foto de Aguinaldo dentro da biblioteca.Placa tem poesia e foto de Aguinaldo dentro da biblioteca.

A biblioteca é pioneira nos conhecimentos de esoterismo, com volumes que vão desde religiões como o hinduísmo, o budismo e jainismo, até bruxaria, catolicismo, técnicas da medicina oriental, como acupuntura e ventosaterapia. Além dessa parte mais focada em terapias alternativas e em psicologia e antropologia, o acervo conta também com literatura regional, americana e infantil.

"Sedento por conhecimento, me lembro dele lendo a todo momento. Não tinha um ritual para estudar, ele costumava colocar música clássica, amava a quinta sinfonia, e lia sem parar. Muitos livros eu li por meio dele, que adorava contar sobre o que se tratava o que estava lendo".

Ainda em luto, Hilda descobriu muito do amante enquanto organizava os volumes. Cada um deles tem trechos sublinhados e anotações em papel. "Você pode pegar qualquer um deles, ao acaso, e vai encontrar.  Parece que ele sabia que seus conhecimentos seriam passados adiante".

Trechos eram sublinhados nos livros. Trechos eram sublinhados nos livros.
Pequenos papeis eram guardados com frases que tem ligação com o livro. Pequenos papeis eram guardados com frases que tem ligação com o livro.

Eles se conheceram solteiros justamente nos templos da Eubiose e Hilda diz ter se casado com a filosofia antes de conhecer Aguinaldo. "Eu vivia uma vida de farra antes de entrar para a sociedade. Depois de dizer que havia me casado com a Eubiose, encontrei meu parceiro lá dentro, ambos solteiros, sem filhos, como se estivéssemos esperando um pelo outro".

Muito abalada com a saudade que sente de seu parceiro, o casal escolheu não ter filhos, e para o futuro Hilda espera passar uns dias em Três Lagoas, sua terra natal, já que a "família diminuiu muito".

Para deixar a biblioteca nos conformes foram seis meses de organização, junto de Venina, amiga que ajudou neste processo, e de Morâmise, a bibliotecária contratada para organizar toda a biblioteca de Aguinaldo e seus milhares de volumes.

Cada cantinho tem um toque de Hilda, que foi quem doou o computador para consulta digital dentro da biblioteca, as mesas, as cadeiras, e tudo o que se vê ali dentro. Um armário guarda aas ferramentas usadas como autocura por Aguinaldo, com kits de acupuntura, ventosas e mapas dos meridianos corporais e pontos de cura.

Temas clássicos também estão contemplados na biblioteca,que conta com a coleção completa de Osho, por exemplo.Temas clássicos também estão contemplados na biblioteca,que conta com a coleção completa de Osho, por exemplo.

Com coleções de todo o acervo de Osho, por exemplo, a biblioteca será aberta ao público hoje. Funcionará com consulta no local e com empréstimos. "Só que nós ainda precisamos ver quem vai ficar aqui, de forma voluntária, por enquanto sugerimos que quem tenha interesse entre em contato com a sociedade para conferir a disponibilidade", completa Hilda.

O momento é de emoção para a esposa, que vê a biblioteca como a "melhor forma com qual escolheu enfrentar o luto" e como uma homenagem ao amor de sua vida. A inauguração acontece hoje, às 19h, no prédio que fica na Avenida Mato Grosso, 1595.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.